sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Presidente decreta jejum nacional para que Deus tire país da crise

Presidente decreta jejum nacional para que Deus tire país da crise

"Ele já perdoou os nossos pecados e temos certeza de que irá curar a nossa nação", afirmou presidente da Zâmbia

Presidente decreta jejum nacional para que Deus tire país da crise
  Presidente decreta jejum nacional contra crise
A crise econômica que se abate sobre muitos países parece ter chegado à África. Na Zâmbia, a inflação tem crescido e a moeda nacional (kuatcha) desvalorizou quase 45% frente ao dólar. Além disso, houve uma queda brusca no preço do cobre, uma das principais fontes da receita da Zâmbia, responsável por cerca de 70% das exportações.
A resposta de Edgar Lungu, presidente da Zâmbia, foi inédita e gerou grande polêmica. Ele está pedindo ajuda de Deus. Em colaboração com várias igrejas do país, decretou que o domingo passado (18), seria um dia de oração e jejum nacional.
Diante de mais de 5000 pessoas, afirmou em um discurso: “Nosso Deus ouviu as nossas orações. Ele já perdoou os nossos pecados e temos certeza de que irá curar a nossa nação, que enfrenta graves problemas socioeconômicos. Vocês sabem que Deus é amor e peço que cada um faça o seu melhor e deixe o resto nas mãos de Deus”.
Na Zâmbia cerca de 85% da população é cristã, mas nem todos gostaram da postura do presidente. O chefe tribal Ntamdu, líder da província do norte chamou os governantes de “idiotas”. Ele questionou: “Orar e jejuar para quê? Para que aconteça algum milagre econômico? Por acaso foi Deus que causou este sofrimento todo às pessoas, para que agora possa reverter a situação?”.
Curiosamente, um grande arco-íris ao redor do sol foi avistado na capital Lusaka, o que para muitos foi um sinal da aprovação divina. Com informações Lusaka Times