quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Zorra Total causa revolta em evangélicos por fazer sátira com adventistas


Zorra Total causa revolta em evangélicos por fazer sátira com adventistas

O programa inventou uma igreja onde o pastor fazia exorcismo e pedia ofertas de valores exorbitantes

Zorra Total causa revolta em evangélicos por fazer sátira com adventistas Evangélicos se revoltam contra Zorra Total por sátira a igreja
Mais uma vez um programa de humor revoltou os telespectadores evangélicos. Dessa vez foi um quadro do programa “Zorra Total” que exibiu uma sátira das igrejas evangélicas no último sábado (18), causando revolta nas redes sociais.
O humorístico mostrou um falso pastor que realizou uma sessão de descarrego e ainda pediu dízimos altos aos fiéis. O nome da igreja fictícia também desagradou os telespectadores: Igreja Admilsista do Sétimo Dígito, fazendo referências à Igreja Adventista do Sétimo Dia misturando com o nome do “pastor”, chamado Admilson (Rodrigo Sant’anna).
“O Zorra Total é um programa tão imbecil que seus quadros só raramente causam alguma repercussão, e mesmo quando o fazem é por causa de polêmicas que rebaixam ainda mais a ‘reputação’ que o programa tem”, disse o teólogo Gilberto Theiss, da Igreja Adventista do Sétimo Dia, em seu blog.
Outro adventista que se incomodou com o programa foi o mestre em Teologia Michelson Borges, que considerou a apresentação como blasfêmia e desrespeito com os adventistas. “Usaram dezenas de vezes as palavras ‘aleluia’ e ‘glória’, em meio ao puro deboche, pronunciadas por personagens ridículos”.
Pelo Twitter também houve manifestações negativas sobre o Zorra Total. Um internauta escreveu: “Globo, sabemos que vocês não precisam apelar para o ‘humor’. O que passou ontem no Zorra Total foi uma ofensa para milhões”.
Outro foi além, e se mostrou muito ofendido com o que viu na TV. “Sinto-me profundamente ofendido com um quadro no Zorra Total que vocês zombam dos evangélicos, principalmente dos adventistas”.
Em nota a Rede Globo afirmou que o objetivo do programa é “entreter e divertir”, negando preconceito com os evangélicos. “A Globo respeita a diversidade e repudia qualquer preconceito. O Admílson é claramente um personagem cômico que se coloca em variadas situações, tendo sempre o humor como pano de fundo”, diz o texto.
O último caso polêmico entre a emissora carioca e os evangélicos também partiu do programa “Zorra Total” quando foi apresentado o quadro “Crents”, uma paródia com o famoso seriado Friends. Na trama os personagens cantaram uma música que dizia “Pago o dízimo, 10% para o pastor”. Com informações Notícias da TV
Leia mais...

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

666 Aparece em clipe com participação de Thalles Roberto


666 Aparece em clipe com participação de Thalles Roberto

O cantor Thalles Roberto se envolveu em mais uma de suas polêmicas gospel.
Ele gravou participação em um clipe do cantor Bruno Lee, na música "Boxe".

Muitos fãs mandaram email para o O Fuxico Gospel, falando que tinha notado que no vídeo aparece o número 666.



Quem é evangélico, sabe que esses números remetem ao número da besta.

Assista o vídeo, e no time 3:22, você verá no lado direito os numeros polêmicos.


O Fuxico Gospel
Leia mais...

Homem esfaqueia pastores porque não tinha oportunidade para pregar


Homem esfaqueia pastores porque não tinha oportunidade para pregar

Vídeo circula nas redes sociais com relato bizarro

Homem esfaqueia pastores porque não tinha oportunidade para pregar Homem esfaqueia pastores porque não tinha oportunidade para pregar
Circula nas redes sociais um vídeo datado do dia 10 de outubro, com um relato que gerou muitos comentários de evangélicos. Trata-se de um programa policial do Mato Grosso, relatando o esfaqueamento de dois pastores.
O autor da tentativa de homicídio é Valmir Lima, que frequentava o templo da Assembleia de Deus na cidade de Pontes e Lacerda. O mais chocante é o motivo apresentado por ele. Frustrado por não receber oportunidades para pregar, decidiu atacar os pastores Marcio Medina e Pedro.
Ambos receberam as facadas de Valmir. O pastor Marcio ainda está em estado grave, com perfuração em um dos pulmões. Desde o dia do ataque, ele foi encaminhado para o Hospital Regional de Cáceres, a 200km de Pontes e Lacerda.  O pastor Pedro teve apenas ferimentos superficiais.
Preso em flagrante, após denúncia de fiéis, Valmor confessou os crimes. Contou ainda que é evangélico e frequentava aquela igreja havia cerca de um ano. Afirmou diante das câmeras que não tem problemas mentais e não se arrepende do que fez. Alegou apenas que se sentia “discriminado” por não receber oportunidades dos pastores para pregar. Com informações de Jornal do Oeste
Assista:
Leia mais...

sábado, 18 de outubro de 2014

Árvore genealógica mórmon quer indexar toda a humanidade

Árvore genealógica mórmon quer indexar toda a humanidade

Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias quer chegar a Adão e Eva

Árvore genealógica mórmon quer indexar toda a humanidade 
  Árvore genealógica mórmon quer chegar a Adão e Eva
Desde sua fundação, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, mais comumente chamados de mórmon, tem se dedicado a registrar minuciosamente as árvores genealógicas dos seus fiéis. Isso faz parte de seus ensinamentos, pois quando Joseph Smith começou a difundir seus ensinamentos, no final do século XIX, dizia que os membros da igreja deveriam fazer um ritual de batismo no mormonismo para seus antepassados.
Sua ambição de cadastrar todos os seres humanos em um banco de dados tem, literalmente, séculos. Com a ajuda da tecnologia, hoje existe um departamento dentro da igreja que se dedica a investigar a ligação de parentesco de toda a raça humana. Décadas atrás, a igreja começou a enviar representantes para localizar registros em diferentes países do mundo.
Com sede mundial em Utah, Estados Unidos, na década de 1920 a igreja começou a gravar as informações sobre genealogias em cartões de papel. Em 1938, começou a fazer cópias em microfilme. Na década de 1950, temendo uma nova Guerra Mundial, criaram um cofre gigantesco no interior das Montanhas Granity.
Hoje, é possível encontrar nos arquivos mórmons registros familiares de chineses com data antes do nascimento de Cristo. Em resumo, basta dizer que a catalogação da Igreja equivale a 32 vezes a quantidade de informações da Biblioteca do Congresso, considerada a maior do mundo.
Jay Verkler é o atual diretor da Family Search, a organização Mórmon que gerencia os registros de genealogia em todo o mundo. Considerado um prodígio da programação desde sua infância, ele administra os poderosos computadores que guardam dezenas de novos registros diariamente.
São 220 equipes de coleta de dados atuando em quarenta e cinco países, fazendo versões digitais de novos registros (certidões de nascimento, atestados de óbito e registros de terra) e enviando para a sede. Uma rede de voluntários escaneia os dados e coloca tudo online, o que faz a igreja ser literalmente líder mundial em armazenamento de dados digitais.
Ele explica: “Os membros da igreja buscam seus antepassados, pois achamos que temos uma obrigação de ajudá-los a entender esse evangelho como nós entendemos, e pensamos que assim poderemos realmente estar juntos na eternidade.”
Iniciados nos EUA, hoje existem mais de 3.400 “Centros de História da Família” em todo o mundo. Neles, os registros genealógicos coletados pela igreja estão disponíveis a todos os interessados.
O projeto mais ambicioso da igreja é a versão online de sua gigantesca árvore genealógica. Qualquer pessoa pode entrar no site familysearch.org e cadastrar sua própria família, fornecendo tantos detalhes quanto possível, incluindo fotografias. Caso uma pessoa identifique que já foi citada, pode editar, fazendo correções e acrescentando dados, ligando mais parentes aos que já estão lá. Recentemente foi lançado um aplicativo que permite fazer isso de qualquer smartphone.
Sendo assim, os mórmons desejam fazer nada menos que a árvore definitiva de toda a humanidade. Ou seja, chegar (se for possível) até Adão! Um esforço, até o momento, impossível, mas que deu um salto gigantesco desde o início do processo.
O trabalho está longe de ser concluído e tem encontrado dificuldades. Na década de 1990, um grupo de Mórmon começou a registrar todos os nomes das vítimas do Holocausto, para aparentemente, batizá-las.
Líderes judeus protestaram e, num acordo firmado em 1995, a Igreja mórmon concordou em remover os nomes de todo esse judeus de seus registros. Eventualmente, muitos deles voltaram a fazer parte da árvore ao serem indexados por outras pessoas. Em 2008, o Vaticano enviou uma carta às paróquias de todo o mundo pedindo-lhes para não compartilhar seus registros com genealogistas mórmons. O objetivo era impedir o batismo e “violar” o testemunho de fé dos mortos.
Verkler diz que a igreja aprendeu a lidar com isso, mas não vê diferença entre fazer um registro para lembrar dos antepassados e o costume católico de acender uma vela ou rezar uma missa por algum parente que já morreu.
Existem ainda questões que geram polêmicas, como a decisão de não cadastrar casais do mesmo sexo. Condenada pela igreja, a homossexualidade foi banida do sistema, ou seja, não existe a possibilidade de registrar um casal gay. Sendo assim, todos eles aparecerão como “solteiro/a”. Com informações New Republic.
Leia mais...

Suspeito de matar 39 pessoas passou a frequentar igreja antes de confissão



Suspeito de matar 39 pessoas passou a frequentar igreja antes de confissão

Ele confessou os crimes e citou as vítimas por números

Suspeito de matar 39 pessoas passou a frequentar igreja antes de confissão Suspeito de matar 39 pessoas em GO frequentava igreja
A polícia de Goiânia prendeu Thiago Henrique Gomes da Rocha, 26 anos, suspeito de matar 39 pessoas entre homens e mulheres. Ao dar depoimento na delegacia, o acusado relatou que tem uma namorada desde agosto e que ela o fez passar a frequentar os cultos da Assembleia de Deus.
A namorada de Tiago teria a fisionomia de 15 mulheres mortas neste ano por um motociclista que aterrorizava a cidade: jovem, bonita e com os cabelos compridos.
Detido em uma cela da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), ele é retratado como um homem calado e de poucos amigos. Thiago seria tão reservado que sua mãe não sabia sobre a namorada, a primeira que ele teve, segundo o depoimento dado à polícia.
O delegado Douglas Pedrosa, que investiga o caso, afirmou que o acusado mora com o irmão mais novo, a mãe e o padrasto. Ele nunca teve contato com o pai – a identidade não traz o nome dele – e relatou nunca ter sofrido abusos na infância.
Além das mulheres Thiago, que trabalha como vigilante, matou também um homem que achava que era gay, por isso o questionamento da polícia sobre os abusos que ele poderia ter sofrido.
Diante dos policiais o homem confessou 16 assassinatos, um homem e 15 mulheres. Os crimes aconteceram entre fevereiro e agosto deste ano. O vigilante, acusado de furtar uma arma calibre 38 de seu penúltimo emprego, também confessou ter matado oito moradores de rua.
A prisão de Thiago só foi possível com a ação da Polícia que moveu 16 delegados em uma força-tarefa que durou dois meses. A tática do criminoso seria anunciar o assalto, atirar na vítima e fugir na moto sem levar nada.
Na casa do assassino, foram apreendidas placas de veículos, uma moto e um revólver calibre 38. O homem segue preso, mas a polícia continua investigando o caso para confirmar, através de provas, que ele é mesmo o autor dos crimes. Com informações Folha de SP.
Leia mais...

Famoso pastor anuncia que se tornou ateu e publicará livro contando sua “desconversão”

Famoso pastor anuncia que se tornou ateu e publicará livro contando sua “desconversão”

Famoso pastor anuncia que se tornou ateu e publicará livro contando sua “desconversão” Um famoso pastor canadense se afastou de seu ministério e comunicou que se tornou ateu após mais de 30 anos como pregador.
Bob Ripley, que liderou a Igreja Metropolitana Unida, no Canadá, por 15 anos, disse que chegou à conclusão de que não acredita em Deus após se aprofundar nos questionamentos que carregou consigo por toda a vida.
“Comecei esta jornada fazendo perguntas. Eu estava descontente com os clichês banais ou afirmações preguiçosas. A curiosidade é um acelerador incrível da mente”, disse o ex-pastor em um artigo publicado no Ifpress.com.
Ripley se descreveu como “um defensor apaixonado pela honestidade intelectual” e pediu aos fiéis e admiradores de seu trabalho nas últimas décadas que não ficassem aborrecidos com ele por causa de sua decisão de tornar pública a sua descrença.
Em breve, o ex-pastor vai lançar um livro chamado “Life Beyond Belief: a Preacher’s Deconversion” (“Vida além da crença: a desconversão de um pregador”, em tradução livre do inglês), onde detalha sua jornada gradual de descrença em Deus.
Em seu artigo, Ripley afirma que ainda acredita que não existem grupos sociais superiores a outros, sejam ateus ou crentes. “Acho que o que importa não é tanto em que acreditamos, mas como nos conduzimos por este poucos e frágeis anos de vida. Acredito que ter consciência da beleza e da maravilha do universo, incluindo este pálido ponto azul no canto remoto de uma das bilhões de galáxias, é um privilégio indescritível”, concluiu o ex-pastor.
Leia mais...

Especialista diz que evidências históricas da ressurreição de Jesus têm atraído céticos

Especialista diz que evidências históricas da ressurreição de Jesus têm atraído céticos

Especialista diz que evidências históricas da ressurreição de Jesus têm atraído céticos A descoberta de evidências que corroboram a narrativa bíblica sobre a ressurreição de Jesus Cristo tem aproximado céticos da fé cristã, afirmou Gary Habermas, diretor do Departamento de Filosofia e Teologia da Liberty University.
Habermas fez essa declaração durante uma conferência no Congresso de Apologética organizado pelo Seminário do Sul, um importante instituição de teologia nos Estados Unidos.
Segundo informações do site Protestante Digital, Gary Habermas é especialista no estudo da ressurreição de Jesus, e já publicou 18 livros e dezenas de artigos sobre o assunto em revistas especializadas.
Para Habermas, a ressurreição como um fato histórico é um tema tratado com descrédito no meio acadêmico. Porém, o especialista adotou uma estratégia curiosa para reverter a postura de ceticismo sobre a volta de Jesus à vida após três dias.
Gary Habermas passou a desenvolver seus estudos usando apenas provas que são aceitas pelo meio acadêmico, incluindo os críticos que negam a ressurreição de Cristo.
A partir da premissa de que os céticos admitem que Paulo é uma figura histórica e que ele relatou sua experiência de conversão, além de ter escrito sete cartas a igrejas do primeiro século, Habermas centrou suas investigações no material escrito pelo apóstolo, tomando 1 Co 15 como passagem central.
“Os críticos reconhecem que Paulo teve sua experiência de conversão entre um e três anos após a morte de Jesus”, explica Habermas, acrescentando que em 1 Gálatas, o apóstolo relata que foi a Jerusalém três depois de sua conversão, e catorze anos depois – segundo 2 Gálatas, ele voltou a Jerusalém e se encontrou com três pessoas que conheciam melhor a Jesus: Tiago, João e Pedro.
“Tendo em conta que alguns críticos não aceitam a autoria tradicional dos quatro Evangelhos, este encontro seria o relato mais antigo de pessoas que haviam sido testemunhas da vida de Jesus”, diz Habermas.
O estudioso diz que nessa segunda visita a Jerusalém, quando Paulo se encontrou com os discípulos, ele faz uma comparação entre o que tinha pregado com o que os Tiago, João e Pedro haviam pregado, a fim de conferir se todos compartilhavam a mesma mensagem.
“Isso é importante, porque isso significa que a mensagem do Evangelho começa a ser pregada apenas um ou dois anos depois que Jesus morreu na cruz”, disse Habermas, resumindo que Tiago, João, Pedro e Paulo pregaram a mesma mensagem, assim como os primeiros evangelistas fizeram antes do início do ministério de Paulo.
Habermas argumenta que até mesmo os críticos reconhecem que esta mensagem foi pregada um ou dois anos após a crucificação: “Esta é uma prova de que até mesmo os críticos da historicidade dos Evangelhos e Atos reconhecem”, finaliza.
Leia mais...

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Damares entra na Ostentação Gospel e recebe criticas dos fãs


 

Damares entra na Ostentação Gospel e recebe criticas dos fãs

A cantora Damares é conhecida entre os cantores gospel por sua simpatia, humildade e simplicidade.


Mas no último fim de semana, a cantora acabou acumulando algumas criticas dos seus fãs em sua fan page.

Ela publicou algumas fotos de um momento de lazer e confraternização, que teve com os fundadores da Igreja Renascer, Bispa Sonia e Apostolo Estevam.

Damares foi convidada pela familia, para passear no helicoptero particular e andar de cavalo na fazenda da familia.



As criticas surgiram, porque alguns fãs entenderam que Damares estaria ostentando, ao posar para foto em helicoptero.



           Se você é evangélico ou católico, clique em curtir



Leia mais...

Estudo encontra primeira prova científica de que existe vida após a morte



Estudo encontra primeira prova científica de que existe vida após a morte

Após serem considerados clinicamente mortos, a atividade cerebral de pacientes continuou por até três minutos
Estudo encontra primeira prova científica de que existe vida após a morte 
  Estudo científico conclui que existe vida após a morte
Cientistas da Universidade de Southampton, na Inglaterra, encontraram evidências de que a consciência pode continuar por pelo menos alguns minutos após a morte clínica, algo que até recentemente era considerado impossível.
Considerado o maior estudo médico sobre experiências de quase morte e experiências fora do corpo, a pesquisa demorou quatro anos. Foram analisados casos de 2.060 pessoas, que sofreram paradas cardíacas em 15 hospitais nos Estados Unidos, Grã-Bretanha e Áustria.
A comprovação de alguma consciência, depois que o cérebro se desligar completamente foi possível em cerca de 40% dos pacientes. Após serem considerados clinicamente mortos, a atividade cerebral continuou por até três minutos após o coração parar completamente. Esse sempre foi um assunto polêmico e até recentemente tratado com ceticismo generalizado.
Dentre os 330 que sobreviveram, 140 deram entrevistas e 55 deles (39%) contaram ter alguma percepção ou lembrança do tempo em que estiveram “mortos”. Apenas dois possuem lembranças precisas sobre essa experiência de quase morte.
Alguns pacientes lembram ter visto uma luz brilhante ou uma espécie de sol brilhando. Embora muitos não lembrem de detalhes específicos, alguns temas surgiram. Um em cada cinco disse ter sentido uma sensação incomum de tranquilidade, enquanto um terço disse que o tempo tinha abrandado ou acelerado.
Outros relatam sentimentos de medo, afogamento ou de serem arrastado por correntezas. Cerca de 13% disseram sentir-se separados de seus corpos e um número similar afirmou que ter os sentidos aguçados. Por sua vez, 8% afirmam ter sentido algum tipo de presença mística ou voz identificável, e outros 3% viram “espíritos”.
O caso mais intrigante é de um homem de 57 anos, que afirma ter deixado seu corpo totalmente e assistido sua reanimação do canto da sala. Ele relata em detalhes as ações da equipe de enfermagem e descreveu o som das máquinas.
“Sabemos que o cérebro não pode funcionar quando o coração para de bater”, disse o Dr. Sam Parnia, pesquisador que liderou o estudo. “Mas neste caso, a percepção consciente parece ter continuado por até três minutos após o coração não mais bater. Normalmente, o cérebro desliga entre 20 e 30 segundos após o coração parar”.
“O homem descreveu tudo o que aconteceu na sala, mas importante, ele ouviu dois bips de uma máquina que faz um barulho em três intervalos de um minuto. Assim, podemos medir quanto tempo a experiência durou”, relata Parnia.
Até agora não havia evidência científica, embora estima-se que milhões de pessoas tiveram experiências claras de consciência diante da morte, mas nunca haviam sido comprovadas por cientistas. Agora isso mudou.
O doutor David Wilde, psicólogo e pesquisador da Universidade Nottingham Trent, atualmente está compilando dados sobre as experiências fora do corpo, procurando descobrir um padrão que ligue cada episódio.
Ele espera que sua pesquisa incentive novos estudos sobre o tema. Suas conclusões foram publicadas na revista científica Resuscitation.

 Com informações Telegraph
Leia mais...

Novas descobertas arqueológicas reforçam relatos bíblicos sobre o Templo de Salomão

Novas descobertas arqueológicas reforçam relatos bíblicos sobre o Templo de Salomão

Novas descobertas arqueológicas reforçam relatos bíblicos sobre o Templo de Salomão Uma importante descoberta arqueológica tem sido vista pelos estudiosos como uma prova do relato bíblico sobre o Templo de Salomão, em contraponto aos céticos que alegam não existir provas sobre as afirmações do Velho Testamento.
O Journal of Archaeological Science, publicação especializada em arqueologia, divulgou um estudo elaborado ao longo de anos, que traz evidências de que rituais religiosos eram realizados em Jerusalém, e a cidade seria um local de peregrinação.
A constatação começou quando, há alguns anos, um grupo de arqueólogos desenterrou um grande lixão na periferia da antiga cidade murada de Jerusalém. O processo de avaliação dos fósseis encontrados datou-os como sendo do período do reinado de Herodes, entre 37 a. C. e até 66 d. C., período da Grande Revolta.
Embora a maior parte da cidade antiga despejasse ossos de animais no local, há uma quantidade excepcionalmente grande se for levado em consideração que sociedade que habitava a região era essencialmente agrícola, de acordo com informações do Noticia Cristiana.
Um oficial do grupo de arqueólogos, Gideon Hartman, da Universidade de Connecticut, deu mais detalhes: “A carne não era consumida diariamente. Obviamente, era algo guardado para eventos especiais. Além disso, a maioria dos animais eram mais jovens, o que sugere que eles foram criados para serem abatidos”, comentou o especialista em entrevista ao site LiveScience Hartman.
A equipe de Hartman investigou cerca de 160 ossos de ovinos e caprinos no local com outras amostras de ossos de um aterro sanitário. Através de uma análise de isótopos de carbono e nitrogênio no material, é possível mostrar que eles vieram de lugares diferentes e foram alimentados de maneiras diferentes.
O estudo descobriu que muitos desses animais vieram de desertos a centenas de quilômetros de Jerusalém, como a Arábia e Transjordânia. Esta informação é consistente com os relatos bíblicos de festas judaicas, realizadas no Templo e que atraíam judeus de todo o Oriente Médio.
Esta constatação reforça a ideia de que Jerusalém era um centro de peregrinação constante. “Durante a época do Segundo Templo haviam grandes quantidades judeus ricos que viviam longe da terra de Israel”, disse Hartman. “Essas pessoas se sentiam obrigados pela religião a sacrificar animais, algo que só poderia ser feito em Jerusalém”, acrescentou.
Há vários registros históricos mostram que Jerusalém era uma metrópole, mas não tinha os recursos econômicos naturais. De acordo com o Talmud, antigo texto religioso judaico, o coração econômico da cidade foi o Templo Sagrado, onde os animais eram sacrificados para Deus.
Nos últimos anos, uma série de descobertas arqueológicas confirmaram muitas das histórias bíblicas. Agora, a descoberta dos ossos de animais reforça a ideia de que os judeus reconstruíram o Templo de Salomão, reforçando os relatos bíblicos.
Leia mais...

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Profecias falham e Marina Silva não vai ao segundo turno


Profecias falham e Marina Silva não vai ao segundo turno

Dilma e Aécio decidirão eleição para presidente no segundo turno

Profecias falham e Marina Silva não vai ao segundo turno 
  Profecias falham e Marina não vai ao segundo turno

Em 2010, o nome de Marina Silva foi citado em profecias, especialmente da apóstola Valnice Milhomens. No ano seguinte, o pastor Bob Hazlett do Ministério Touch of Fire, pregava na Conferência Dunamis 2011 e trouxe uma revelação. Como não era ano eleitoral, ela foi pouco comentada até ser lembrada nos últimos meses.
O pastor americano contou que teve uma visão sobre a política brasileira, onde via uma mulher sendo controlada por um homem como se fosse marionete. “Ela era sua marionete, e ele falava ‘ela vai fazer o que eu mandar ela fazer’. Mas eu vi então a palavra do Senhor vir como se fosse uma espada que começou a cortar as cordas dessa marionete”, disse Bob.
Anunciou também que Deus mudaria o controle da nação, levantando uma mulher “segundo o coração de Deus” que se ajoelha diante de Deus. Sua eleição iria abalar a nação brasileira e levá-la para uma época de prosperidade.
Com a morte trágica de Eduardo Campos, Marina sai de vice do terceiro lugar nas pesquisas para candidata que, novamente segundo as pesquisas, poderia vencer no segundo turno. Com isso, o Brasil testemunhou uma “onda marineira” que influenciou muitos evangélicos.
Em meio à campanha, o pastor André Salles, que faz parte do ministério Plenitude do Trono de Deus, em uma entrevista à revista Época, declarou que teve uma revelação divina enquanto orava. Afirmou que via Marina Silva andando por uma trilha de luz. “Vejo o próprio Deus preparando o caminho para ela passar”, asseverou. “O Senhor tem esse propósito para a vida dela, de ser presidente do Brasil”.
E foi além. “O Brasil vai melhorar com Marina. A Bíblia diz que quando o justo governa, o povo se alegra. O justo não significa o religioso, mas o honesto. Essas características de humanidade, de temor e amor a Deus ela tem”.
Com a abertura das urnas, ficou claro que não será desta vez que tais profecias se cumprirão. Após ser massacrada na TV tanto pelo PT quanto pelo PSDB, Marina caiu nas pesquisas e na reta final foi ultrapassada por Aécio Neves. Marina Silva (PSB) recebeu 22,16 milhões de votos (21,32%) e ficou em terceiro lugar, mesma colocação da eleição de 2010.
Leia mais...

Marco Feliciano é o terceiro mais votado em São Paulo

Marco Feliciano é o terceiro mais votado em São Paulo

Parlamentar evangélico foi o quarto mais votado no país.

Marco Feliciano é o terceiro mais votado em São Paulo 
  Marco Feliciano é o terceiro mais votado em SP

Eleito com 398.087 votos, o terceiro deputado mais votado em São Paulo e o quarto no país, o deputado federal, Pastor Marco Feliciano (PSC/SP), usou as redes sociais para agradecer aos eleitores que o elegeram para o seu segundo mandato.
Usando sua conta no Twitter o parlamentar lembrou que durante a sua campanha teve recursos escassos e chegou a ser boicotado por líderes evangélicos. “Não foi fácil. Lutei contra a falta de recursos, a perseguição dos grandes ministérios que me impediram de me aproximar de suas igrejas”, disse.
Em São Paulo o parlamentar evangélico ficou atrás de Celso Russomano (PRB/SP), eleito com 1.524.361 e do deputado federal Tiririca (PR/SP), eleito com 1.016.796 votos. O pastor esperava receber mais de 600 mil votos.
Feliciano usou sua influência nas redes sociais para compensar as igrejas que fecharam as portas para a sua campanha. Com mais de 1,5 milhão de fãs no Facebook, o parlamentar usou as redes para intensificar correntes pedindo votos.
O PSC conseguiu eleger uma bancada de três deputados em São Paulo.
Leia mais...

domingo, 5 de outubro de 2014

Umbandista, Laércio Benko pede votos para Marina Silva ao vivo durante debate na Rede Globo

Umbandista, Laércio Benko pede votos para Marina Silva ao vivo durante debate na Rede Globo

Umbandista, Laércio Benko pede votos para Marina Silva ao vivo durante debate na Rede Globo A candidatura de Marina Silva (PSB) à Presidência da República tem sido muito questionada pelo fato de ela ser evangélica. Taxada por muitos como conservadora, a candidata é criticada também por ter o apoio de alguns líderes evangélicos. Porém, a candidata conta com aliados de diferentes confissões religiosas, como o umbandista Laércio Benko (PHS-SP).
Benko, que é vereador na cidade de São Paulo e candidato a governador, usou parte do seu tempo no debate da Rede Globo com seus opositores para pedir votos para a candidata do PSB. Reiteradas vezes, ele pediu votos e apoios para a Marina e para a “nova política” pregada pela candidata.
- A Marina tem a cabeça muito aberta. Nunca tive problemas de convivência com ela. A história que ela tem dentro da Igreja Católica e, agora, como evangélica faz com que ela tenha essa candidatura, com caráter mais ecumênico. Marina é uma pessoa muito iluminada
Umbandista, o candidato ao governo de São Paulo tem uma série de projetos relacionados à liberdade religiosa, e tomou posse na Câmara Municipal de terno branco e gravata vermelha em homenagem a uma entidade espiritual conhecida em seu meio religioso como Zé Pelintra.
Além das manifestações de apoio a Marina Silva, o candidato criticou seus adversários no pleito estadual, afirmando que só sua candidatura apresentou de fato propostas concretas de mudança para o estado.
- Ficou claro no debate da Rede Globo que o (governador tucano Geraldo) Alckmin é responsável pelos graves problemas que São Paulo vive neste momento e que nem PMDB e PT são alternativas reais ao projeto tucano – afirmou Benko.
Leia mais...

Igreja cria clube de lutas em seu templo e usa treinos de MMA como forma de evangelismo

Igreja cria clube de lutas em seu templo e usa treinos de MMA como forma de evangelismo

Igreja cria clube de lutas em seu templo e usa treinos de MMA como forma de evangelismo O uso de práticas esportivas como forma de evangelismo é cada vez mais comum nas igrejas cristãs, e as mais diversas artes marciais tem ganhado cada vez mais espaço nos programas esportivos das igrejas. A iniciativa mais recente é o “clube de lutas” criado pela igreja Freedom Fellowship na Virgínia, Estados Unidos.
A ideia de criar o clube veio do pastor Preston Hocker, que afirma acreditar “que as artes marciais podem levar as pessoas a Jesus”. A ideia foi logo aprovada por seu pai e líder da igreja, pastor Rick Hocker.
- Quando Preston surgiu com a ideia de ter um clube de luta na igreja, era uma coisa fácil de dizer ‘sim’ – afirmou Rick Hocker.
Segundo a ABC News, o clube de lutas da igreja Freedom Fellowship tem como membros, em sua maioria, os mais velhos; mas também inclui jovens como Connor Myers, de 17 anos, que afirma que a formação de artes marciais mistas o ajudou a superar os problemas com bullying.
- É engraçado, porque quanto mais eu luto, menos quero brigar. Quando as pessoas me dizem coisas duras, eu não quero mais bater nelas de volta. Eu percebi que eu tenho autocontrole – afirmou o jovem.
Apesar de ser uma prática cada vez mais comum, a adoção do MMA por ministérios cristãos ainda motiva uma grande polêmica, e é alvo de muitas críticas, como as do padre John Duffell, que não concorda com o uso das lutas como meio de divulgar o evangelho.
- Você não pode usar valores não evangélicos para revelar os valores do evangelho. Nada sobre o evangelho é revelado por meio do vale-tudo – afirmou Duffell.
Porém, defensores das lutas como o pastor Preston Hocker afirmam que tais críticas são motivadas por ignorância quanto ao assunto.
- Eu acho que a maioria das pessoas que me criticam ou criticam lutadores cristãos em geral, ou não entendem o esporte ou não entendem Jesus – declarou Hocker.
- Quando ele começou a se mover em direção a luta, eu sabia que ele iria usar isso para trazer glória e honra ao Senhor Jesus – afirmou seu pai, o pastor Rick Hocker.
Leia mais...

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

“Jesus nunca existiu. É uma lenda”, defende historiador


“Jesus nunca existiu. É uma lenda”, defende historiador

Michael Paulkovich afirma que ausência de menção por escritores da época é prova cabal

“Jesus nunca existiu. É uma lenda”, defende historiador  
 
"Jesus nunca existiu. É uma lenda", defende historiador

Michael Paulkovich é um historiador e pesquisador. Seu trabalho mais recente é uma extensiva análise de 126 textos históricos dos primeiros séculos. A conclusão está no livro “No Meek Messiah” [Sem o gentil Messias]. Para ele, o fato de não ter encontrado qualquer menção da figura de Jesus Cristo, significa que ele nunca existiu, seria uma “figura mítica”.
Uma ampla matéria do jornal inglês Daily Mail gerou polêmica entre teólogos e estudiosos. Não pela originalidade do argumento, que existe há quase dois mil anos. A questão é que, como sempre, a mídia explora essa questão, dando uma dimensão exagerada.
Em um passado recente, o escritor Dan Brown ficou mundialmente famoso por causa de seu livro “O Código Da Vinci” sendo campeão de vendas e gerando um filme. O material trazia uma teoria da conspiração similar. Aparentemente, questionar o cristianismo ainda é um negócio lucrativo.
Paulkovich explica que leu os autores mais importantes de registros históricos entre o primeiro e o terceiro século. Como a falta de conhecimento ou ausência de menção seriam “provas históricas”, sugere que a figura de Cristo pode ter sido inventada por judeus que desejavam ter algum líder para seguir.
Ele também usa o Novo Testamento, mas com uma leitura crítica. O historiador defende que o livro de Marcos traz um relato “editado” da ressurreição. “Falsificadores acrescentaram o conto da ressurreição fantasiosa posteriormente”, escreveu. E acrescenta: “Paulo não sabia nem onde, nem quando Jesus viveu e trata a crucificação como uma metáfora”.
Mesmo assim, reconhece que existe uma menção a Jesus no livro “A Guerra dos Judeus”, escrito pelo historiador romano Flávio Josefo no ano 95. Contudo, essa citação deve ter sido acrescentada pela editora em uma reedição, quando o mito de Jesus já estava “consolidado”.
O historiador afirma que a ausência de um registro feito pelo próprio Jesus seria a 127ª “testemunha silenciosa” dessa criação. Caso Jesus fosse o que o Novo Testamento afirma que ele era, “Milhões teriam ouvido falar de seus milagres e maravilhas, mas não chegaram ao conhecimento de qualquer historiador da época”.
“Talvez o mais desconcertante é a ideia mítica de que o próprio Salvador, Jesus, o Filho de Deus foi enviado em uma missão suicida para salvar-nos da noção infantil de ‘transgressão de Adão’, como aprendemos de Romanos”, defende.
Ao longo dos séculos, várias teorias e questionamentos já surgiram. Porém, a imensa maioria dos eruditos acredita que um homem chamado Jesus realmente existiu, tendo nascido entre o ano 4 e o ano 7 e morrido entre 30 e 36.
Leia mais...