segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Candidato a deputado federal pelo PSC, Dr. Hollywood propõe criação do “Bolsa Silicone”, diz jornalista

Candidato a deputado federal pelo PSC, Dr. Hollywood propõe criação do “Bolsa Silicone”, diz jornalista



Candidato a deputado federal pelo PSC, Dr. Hollywood propõe criação do “Bolsa Silicone”, diz jornalista O doutor Robert Rey, conhecido como Dr. Hollywood e candidato pelo PSC a deputado federal estaria planejando vôos mais altos na carreira política e pensando em programas de estímulo à cirurgia plástica no Brasil.
Quando jovem, Robert Rey foi evangelizado por missionários norte-americanos, e em 2011 revelou que tem o hábito de orar e mensalmente doa o dízimo de seus ganhos milionários como cirurgião plástico de estrelas de cinema e socialites de Beverly Hills.
Agora, segundo nota publicada pelo jornalista Felipe Patury, Robert Rey quer criar um programa social inusitado: “Vou criar o bolsa silicone”, teria afirmado o candidato, que tem planos ainda maiores: “Agora, sou candidato a deputado federal. Daqui a quatro anos, serei presidente do Brasil”, acrescentou.
À época da filiação ao PSC, o cirurgião plástico afirmou que havia escolhido esse partido por ele ser o único que “não tem vergonha de falar de Deus” e defende o princípio de que “se você destruir a família, destrói a civilização”.
“Procurei este partido porque aqui não temos vergonha da palavra de Deus. Entendo que o mundo está entrando no caos porque as pessoas não querem ouvir mais a palavra de Deus”, afirmou o Dr. Hollywood.
Ao lado do pastor Marco Feliciano e de Eduardo Bolsonaro, filho do deputado federal Jair Bolsonaro, o Dr. Hollywood deverá ser um dos principais responsáveis pelo provável aumento da bancada do PSC na Câmara dos Deputados, pois é apontado como favorito a ser um dos candidatos mais votados nestas eleições.
A expectativa é que Feliciano arrebanhe ainda mais votos do que em 2010, quando foi eleito com mais de 212 mil votos em sua primeira candidatura. Se Robert Rey repetir o feito do pastor há quatro anos, muitos candidatos menores do partido serão favorecidos pelo coeficiente eleitoral, previsto na legislação brasileira como mecanismo de equilíbrio de representatividade.
Leia mais...

Cassiane passa mal e é levada as pressas para hospital

Cassiane passa mal e é levada as pressas para hospital




    
A cantora Casiane foi parar no hospital no fim da tarde deste Domingo (14).

A cantora iria se apresentar na cidade de Camaçari-BA, no Conjuec 2014, mas ao chegar na cidade, passou mal e foi levada ao hospital.

A cantora estava com muita febre e a pressão muito baixa


Foi atendida no Hosp.Santa Helena e foi diagnosticada com Laringofaringite Aguda
Depois de medicada,  a médica a proibiu de falar e cantar por pelo menos 3 dias! (Repouso Total)
Veja um trecho da nota publicada pela assessoria da cantora:
Pedimos perdão aos amados irmãos de Camaçarí-BA Pela falta de hj!
Agradecemos o carinho da Pra. (Pres.do Conselho) q a acompanhou em todo tempo e a organização do evento (Sergio)
Esperamos q entendam!!! E... Até uma próxima!

Oremos pela cantora Cassiane



Leia mais...

Prefeitura de São Paulo quer que a Igreja Universal construa 3500 casas populares para liberar Templo de Salomão

Prefeitura de São Paulo quer que a Igreja Universal construa 3500 casas populares para liberar Templo de Salomão

Prefeitura de São Paulo quer que a Igreja Universal construa 3500 casas populares para liberar Templo de Salomão Inaugurado com um alvará provisório emitido pela gestão de Fernando Haddad (PT) e 13 dias antes de sua abertura, o Templo de Salomão esteve envolvido em uma série de polêmicas em torno da regularidade de sua construção. Em meio a várias denúncias de irregularidades, a prefeitura de São Paulo agora quer exigir da Igreja Universal a construção de 3.500 moradias populares para regularizar o templo.
O inquérito instaurado pelo promotor de Justiça Maurício Antonio Ribeiro Lopes está apurando algumas supostas irregularidades, como o fato de a Igreja ter sido construída com base em um alvará de reforma.
A construção das casas populares é uma contrapartida sugerida pela Secretaria de Licenciamento em documento já enviado ao Ministério Público Estadual, que investiga a construção do templo desde fevereiro, e diz respeito à regra de zoneamento que teria sido burlada pela Universal na construção deste que é agora o maior espaço religioso do país, com 100 mil m² de área construída.
Segundo o Ministério Público, a área onde o templo foi construído foi definida pelo Plano Diretor de 2004 como Zona Especial de Interesse Social (Zeis). Por isso, a área deveria ser reservada à construção de moradias populares, o que não ocorreu.
Segundo o UOL, sob pressão da bancada evangélica, os vereadores da cidade regularizaram o espaço durante a votação do novo Plano Diretor em 30 de junho deste ano, quando ficou definido que a área não mais seria classificada como Zeis, em uma tentativa de anistiar a Universal.
Apesar das manobras políticas, a prefeitura foi acionada pela Promotoria de Habitação e agora quer assegurar que a Igreja Universal oferecerá as contrapartidas sociais que deveriam ter sido cobradas em agosto de 2008, quando a igreja protocolou o pedido oficial para a construção do Templo de Salomão.
Leia mais...

domingo, 14 de setembro de 2014

Antigo manuscrito bíblico pode revelar “segredos”


Antigo manuscrito bíblico pode revelar “segredos”

Especialistas acreditam que livro mostre fatos inéditos sobre transmissão da fé

Antigo manuscrito bíblico pode revelar “segredos” Antigo manuscrito bíblico pode revelar "segredos"

Diferentes especialistas e líderes cristãos esperam revelar um texto “oculto” no Codex Zacynthius, antigo manuscrito do Novo Testamento, datado do sexto ou sétimo século.
Durante mais de 200 anos o Codex estava no museu da Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira, que decidiu vende-lo recentemente para arrecadar fundos. A Biblioteca da Universidade de Cambridge pagou 1.700.000 dólares por ele.
Agora, os peritos da universidade se dedicam a analisar suas 176 páginas. Cerca de 700 anos após ser escrito, partes do texto do Evangelho de Lucas desapareceram e novas entradas foram feitas sobre o original. Eles acreditam que a análise com a tecnologia atual oferecerá revelações sobre como o evangelho foi transmitido.
Conhecido desde 1861, quando foi traduzido pela primeira vez, acredita-se que continha erros e partes dele foram raspadas e reescritas no século 13. Embora fosse prática comum numa época em que era rara a redação desse tipo, agora poderá mostrar que tipo de modificação foi feita nas suas folhas de couro de animal tratado.
trecho do codex zacynthius Antigo manuscrito bíblico pode revelar segredos
Trecho do Codex Zacynthius
“A descoberta e identificação do texto apagado é uma fascinante história de detetive,” disse o Dr. Rowan Williams, ex-líder da Igreja da Inglaterra. “Ao analisar o manuscrito, esperamos que técnicas de imagem multiespectrais permitam que os estudiosos recuperem totalmente o texto oculto”. O que faz o Codex Zacynthius ser tão valioso é o fato de ser o mais antigo manuscrito do Novo Testamento com um comentário ao lado do texto, que poderá lançar uma nova luz sobre o desenvolvimento e a interpretação do Evangelho de São Lucas.
 Com informações The Blaze.
Leia mais...

“Partícula de Deus” pode destruir o universo, diz Stephen Hawking

“Partícula de Deus” pode destruir o universo, diz Stephen Hawking

Os níveis energéticos elevados do bóson podem destruir toda a galáxia

“Partícula de Deus” pode destruir o universo, diz Stephen Hawking 
  "Partícula de Deus" pode destruir o universo, diz Hawking

O físico Stephen Hawking afirmou que o Bóson de Higgs, conhecido como partícula de Deus, pode destruir todo o universo a qualquer momento.
O átomo que está em desenvolvimento no CERN – Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear – pode provar a teoria dos cientistas de que há um modelo padrão para estrutura fundamental da matéria, uma teoria elaborada nos anos 60 que pode descrever como todo o universo foi formado.
Hawking afirmou, contudo, que os cientistas podem estar criando algo conectado a uma “bolha da morte”. O físico diz que essa bolha pode ser responsável pela mudança estrutural das galáxias, o que causaria uma deterioração do vácuo e isso causaria uma grande catástrofe.
A partícula de Deus tem níveis elevados de energia e isso pode causar a explosão da bolha da morte, pulverizando tudo o que estiver em seu caminho, incluindo as galáxias. Hawking, porém, tranquila a todos dizendo que isso pode demorar centenas de milhares de anos para acontecer.
A teoria da “Partícula de Deus” foi proposta por Leon Lederman que chegou a ganhar o Prêmio Nobel da Física por uma publicação sobre o tema. Ele afirmava que há uma partícula que compõe a matéria e que através dela tudo que há no universo existe.
Recentemente a partícula foi encontrada pelos cientistas do CERN que seguem a teoria de Peter Higgs, um físico britânico que descobriu, por dedução, que existem partículas que se chocam permanentemente com bósons de Higgs, esses choques freiam seu movimento e, ao torná-lo mais lento, dá a eles a aparência de uma massa.  
Com informações R7.
Leia mais...

Produtor nega estupro de cantora gospel; jovem diz que “foi à força”


Produtor nega estupro de cantora gospel; jovem diz que “foi à força”

Em 2012 a jovem apresentou duas queixas de abuso sexual em cidades diferentes, os casos serão retomados

Produtor nega estupro de cantora gospel; jovem diz que “foi à força” 
  Produtor nega estupro de cantora gospel

O produtor musical acusado de dopar e estuprar a cantora gospel Geslyane Piassa prestou depoimento e disse que manteve relações sexuais com a jovem de 16 anos, mas que foi consensual.
O homem, que não teve o nome revelado pela Polícia Civil de Goiânia (GO) é casado e tem filhos, em entrevista ao programa Cidade Alerta, da Rede Record, Geslyane afirmou que ele sempre se mostrou interessado nela, mas que ela não aceitava as investidas.
“Ele [o produtor] sempre me achou interessante e disse para mim várias vezes, mas eu negava porque sei que ele é casado e tem filho”.
No relato à TV a jovem contou que saiu de casa para encontrá-lo na produtora e que foi enganada pelo produtor que ficou de levá-la para casa. “Eu fui até a produtora e depois ele disse que ia me levar em casa. No caminho, mudou a rota e me levou para o motel. Eu fiquei nervosa e ele me deu uma água. Foi quando eu comecei a ficar tonta. Daí só lembro de ter acordado machucada e com o cabelo cortado”.
A Polícia afirma que as versões apresentadas por Geslyane não são coerentes, além de acusar o produtor a jovem acusa também um amigo desse homem e usuários de droga que a teriam violentado sexualmente, além de lhe agredirem e cortarem seus cabelos.
“A minha filha perdeu as contas de quantas pessoas a estupraram. Aquele produtor que a gente confiou, que era evangélico, seduziu minha filha por mensagem e ligações”, diz Eliane Licatta, mãe da jovem cantora.

Jovem se diz vítima de abuso em outros 2 casos

Essa não é a primeira vez que Geslyane passa por um caso como este, em 2012 quando morava em Xavantina, no Mato Grosso, ela também alegou que foi abusada sexualmente. Antes de deixar a cidade a família abandonou o caso que não chegou a ser concluído.
No mesmo ano a família abriu outro processo de abuso, mas na cidade de Iporá, no sul do estado de Goiás. Eles acusavam um homem de tentar aliciar a menor. A polícia vai retomar essas investigações para tentar confirmar os fatos.

 Com informações R7.
Leia mais...

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Cristã é queimada viva pela família por causa de sua fé


Cristã é queimada viva pela família por causa de sua fé

Mulher morreu duas semanas após sofrer o ataque dentro de sua casa no Iêmen

Cristã é queimada viva pela família por causa de sua fé 
 
  Cristã é queimada viva pela família por causa de sua fé

Saeed (45) vive com sua família no sul do Iêmen. Dois meses atrás, ele acordou ao som de gritos. Quando entrou na cozinha viu sua esposa Nazeera envolta em chamas. O filho mais velho tentou apagar o fogo, sem sucesso e acabou se queimando também. Saeed conseguiu levar os dois para um hospital, onde sua esposa ficou internada por causa dos ferimentos.
De volta para casa, ouviu dos filhos que a mulher estava preparando uma refeição na cozinha, quando pegou uma garrafa de óleo de cozinha e colocou em uma panela quente. De repente, a garrafa explodiu e o fogo se espalhou pela cozinha. Os quatro filhos assistiram, gritando, a mãe ser queimada viva.
Cerca de duas semanas depois, Nazeera (33) morreu. Tempos depois, Saeed ouviu de membros tanto de sua família quanto da dela que foi tudo planejado. Os parentes haviam trocado o conteúdo da garrafa e colocado gasolina no lugar do óleo vegetal. O motivo é que ela se recusava a voltar ao islamismo.
Quando Saeed procurou a polícia para pedir ajuda, disseram-lhe que deveria trazer testemunhas que viram a garrafa de óleo de cozinha ser sabotada. De volta para a aldeia, descobriu que ninguém iria testemunhar. “Minha família disse que se eu estivesse morto e cortado em pedaços, eles nada fariam para ajudar nem seriam minhas testemunhas”.
Saeed e Nazeera eram um dos poucos cristãos da região que se converteram ao cristianismo. Por isso foram perseguidos durante anos. Temendo por sua vida e dos filhos, eles saíram do Iêmen e agora estão em um país vizinho.
Em contato com organizações que se dedicam a ajudar cristãos perseguidos, ele contou que as últimas palavras dela foram para que ele não se preocupasse e que cuidasse de seus filhos. Quando descobriram que ele tinha saído de casa, seus próprios parentes a invadiram, saqueando seu interior e depois a destruíram.
Saeed conta que toda sua família é muçulmana, assim como 99% das pessoas da região. Em 1997 ele leu um artigo no jornal que trazia a citação de algumas palavras de Jesus sobre perdão. Ficou impactado com aquilo, mas não é fácil encontrar Bíblias à venda no Iêmen. Somente em 2003 ele ficou sabendo de uma estação de rádio cristã que transmitia durante meia hora por dia um programa falado em iemenita. Passou a acompanhar o programa e foi assim que ele conheceu a Jesus. Casado desde 1998 com Nazeera, ela logo seguiu a nova fé do marido.
Porém, quando as pessoas de seu vilarejo começaram a notar uma mudança na forma como eles viviam, começaram a perturbá-los. Ele teve problemas no trabalho por se identificar como cristão. Certa vez, negou-se a contribuir com uma coleta em benefício do Hamas, a organização terrorista palestina, e foi suspenso do emprego. Recentemente foi espancado quando se recusou a fazer uma doação para uma associação islâmica filiada a outro grupo terrorista.
Seus parentes já haviam sequestrado sua esposa para convencê-la a deixar o “infiel”. Como ela se negava, acabou sendo vítima de sabotagem. Ao lembrar da esposa, Saeed disse saber que Deus permitiu que esse crime acontecesse para “fortalecer a nossa fé e nos usar mais no seu reino”. Ele afirma que sua família precisa da oração de outros cristãos, mas que estão decididos a continuarem seguindo a Jesus, mesmo que sejam os próximos a serem mortos.

 Com informações Morning Star
Leia mais...

Campanha de evangelismo mostra Jesus no corredor da morte: “Essa foi a experiência que Ele teve”, diz idealizador; Assista

Campanha de evangelismo mostra Jesus no corredor da morte: “Essa foi a experiência que Ele teve”, diz idealizador; Assista

Campanha de evangelismo mostra Jesus no corredor da morte: “Essa foi a experiência que Ele teve”, diz idealizador; Assista Uma campanha de evangelismo chamada “Jesus no corredor da morte” está causando burburinho entre cristãos por conta da forma incomum e direta que comunica o sacrifício do Filho de Deus pela salvação de todos os homens.
Criada por David Miller, da organização Little Pencil, a campanha afirma que Jesus, enquanto estava na Terra, era o “pior criminoso de todos”, pois assumiu para si os pecados de toda a humanidade.
“Nós nos comunicamos de maneira muito direta que Cristo se tornou o pior criminoso da história a partir do momento em que ele assumiu todos nossos erros como seus. A segunda mensagem é que somos todos igualmente indignos da Graça de Deus”, disse Miller à rede de TV NBC.
A proposta da campanha é fazer as pessoas pensarem sobre o sacrifício de forma literal: “Quando as pessoas pensam sobre Jesus, elas não pensam nele como quem está no corredor da morte, mas se você pensar sobre o que ele fez quando ele estava na terra, foi realmente a experiência que ele teve”, conceituou o criador da campanha.
Parte do vídeo mostra um homem representando Jesus, vestido com um uniforme de presidiário, sendo espancado. Outro trecho o mostra correndo e sendo seguido por outros presos, que encontram a libertação.
Sobre as críticas que recebeu por fazer uma campanha com princípios de marketing para divulgar o Evangelho, Miller diz não se importar: “As empresas gastam uma quantidade enorme de dinheiro de marketing qualquer que seja seu produto é, e não há nada de errado com isso. Nós acreditamos que, neste caso, temos algo muito melhor, um [“produto”] que é eterno, de mudança de vida, e por isso é certamente digno de tudo o que investirmos nele”.
“Eu sou um pequeno lápis na mão de um Deus que escreve, e envia uma carta de amor para o mundo”. A frase pertence a madre Teresa de Calcutá e serviu de inspiração para Miller na escolha do nome da entidade que ele dirige, Little Pencil (“pequeno lápis”, em tradução do inglês).
Assista:


Leia mais...

Pastor usa rifles e Bíblia em sermão e diz que “Jesus ama armas”

Pastor usa rifles e Bíblia em sermão e diz que “Jesus ama armas”

Pastor usa rifles e Bíblia em sermão e diz que “Jesus ama armas” O pastor John Correia, líder da West Greenway Bible Church, na cidade de Glendale, Arizona (EUA), adotou um princípio polêmico na instrução a seus fiéis e com isso, atraiu uma polêmica enorme. Correia usa rifles no púlpito da igreja, enquanto prega o sermão.
Ex-oficial da Marinha dos Estados Unidos, o pastor costuma dizer que Jesus ama armas. Casado, pai de 3 filhos, Correia possui mais de 20 armas de fogo e leva sua família para caçar em uma base regularizada. Sua filha de oito anos de idade, Abby, ganhou um rifle rosa calibre .22 de presente de aniversário.
Correia acredita que as armas não são um problema nos Estados Unidos, e afirma que o único problema são as pessoas más em posse de armas de fogo, segundo informações do jornal inglês Daily Mail.
“O que alimenta a minha paixão por armas e autodefesa? Em primeiro lugar e acima de tudo a minha fé cristã. Gostaria que todos se dessem bem, eu gostaria que o mundo fosse bom, mas ele não é. E até chegarmos a esse mundo perfeito, onde Jesus vem de novo, precisamos ser capazes de nos defender. Em Lucas 22:36 Eu acredito que Jesus disse: ‘Deixe a pessoa que não tem espada, venda a sua capa e compre uma’”, argumenta o pastor.
Em meio à discussão na sociedade americana sobre as mortes causadas por armas de fogo, John Correia diz que seu interesse pelas armas é motivado apenas por precaução.
“As pessoas me perguntam o tempo todo sobre [o que a Bíblia diz a respeito da] paz na Terra e boa vontade a todos os homens? Absolutamente verdade, eu acredito muito fortemente em que Paulo diz no capítulo 12, versículo 18, diz ele, se possível, na medida em que depende de você, esteja em paz com todas as pessoas. E eu sou um amante da paz, eu sou amigável”, defendeu-se o pastor. “Mas você sabe de uma coisa? Há algumas pessoas que não vão estar em paz com você”, acrescentou.
Pastor John Correia e sua família
Pastor John Correia e sua família
Leia mais...

Seita criada na China defende que Jesus Cristo reencarnou em uma mulher

Seita criada na China defende que Jesus Cristo reencarnou em uma mulher

Seita criada na China defende que Jesus Cristo reencarnou em uma mulher No último dia 21 de agosto se iniciou na China o julgamento de uma família responsável por um assassinato brutal que aconteceu em maio na cidade chinesa de Zhaoyuan, na província de Shandong. Membros de uma seita que diz que Jesus encarnou em uma mulher, os suspeitos do assassinato afirmam ter cometido o crime porque a mulher morta por eles era um “demônio”.
Segundo informações do Noticias Cristiana, Wu Shuoyan, 37 anos, estava à espera do marido e do filho de seis anos para jantar, em uma lanchonete do McDonald’s, quando foi abordada pela família, que começou a conversar com ela. Em determinado momento da conversa, o grupo que a abordou pediu o número de seu telefone celular. Ao negar fornecer a informação, o grupo começou a espancá-la, e a ameaçar as demais pessoas no local para que não interferissem.
Os responsáveis pelo ataque foram o marinheiro desempregado Zhang Lidong, de 54 anos, suas filhas de 18 e 29 anos, e outras duas mulheres. Todos são réus no processo. O outro filho de Lidong também estava presente durante o ataque, mas não foi listado como réu por ter apenas 12 anos de idade.
Zhang Lidong e os outros membros de seu grupo espancaram Shuoyan até a morte usando um cabo de vassoura. Durante o espancamento eles gritavam com a vítima, dizendo para ela “não voltar na próxima reencarnação”. Ao serem detidos, eles afirmaram que faziam parte da Church of Almighty God (Igreja de Deus Todo Poderoso, tradução livre), também conhecida por Eastern Lightening.
A Almighty God surgiu na década de 90, quando o professor de física Zhao Weisha conheceu uma mulher chamada Yang Xiangbin, que se auto intitulava “Lightning Deng” (relâmpago de Deng) e havia escrito um livro com uma nova versão chinesa da história de Cristo. Intitulado “Lightning From the Orient”, o livro é, ainda hoje, a “bíblia” de quase um milhão de fiéis que seguem a seita, e acreditam na declaração feita por Zhao Weisha de que Yang Xiangbin, é uma reencarnação de Jesus Cristo.
Mantida como um grupo secreto até 2012, a seita já conta com ramificações por todo o mundo e, segundo o site português Observador, é comandado a partir do bairro de China Town, em Nova Iorque, por líderes que teriam fugido da China com passaportes falsos.
Familiares de membros da seita afirmam que o grupo faz com que seus novos membros até mesmo abandonem suas famílias. Segundo relatado pelo The Telegraph, um dos casos é o de Peng Lijuan, uma mulher de 28 anos formada em Ciências da Computação que abandonou o marido e o filho pequeno para seguir à seita.
- Pode ver como é que este culto está tão longe do Cristianismo, que apregoa que a família é importante. Quem diria a uma mãe para deixar a sua criança para trás? – questiona o marido de Peng Lijuan.
Além de casos similares ao da mulher que abandonou a família, ex-membros da Church of Almighty God afirmam também que o grupo religioso convence novos membros a aderir à religião por meio da sedução, e afirmam até mesmo já terem presenciado encontros de mulheres nuas que dançavam em volta de fogueiras, promovidos pela seita.
A Igreja se defende das acusações e as classificam como “rumores” criados pelo governo chinês, que baniu 14 grupos religiosos no país.

Assista a reportagem da BBC sobre o assassinato no McDonald’s (em inglês):

 

Leia mais...

Grupo de ateus força escolas a esconderem referências a Deus de suas placas

Grupo de ateus força escolas a esconderem referências a Deus de suas placas

Grupo de ateus força escolas a esconderem referências a Deus de suas placas Uma denúncia feita pelo grupo de ateus “Freedom From Religion Foundation” (“Fundação Liberdade de Religião”) contra duas escolas públicas do estado norte americano do Texas obrigou as instituições de ensino a esconderem referências a Deus de placas que estavam em seus terrenos.
As placas exibidas na Escola Elementar Mountain Peak e na Longbranch traziam a frase: “Dedicada no ano de Nosso Senhor de 1997 à educação dos filhos de Deus e os seus professores fiéis em nome da Santa Igreja Cristã. Soli Deo Gloria”. A frase foi coberta com fita adesiva, após a denúncia realizada pelos ateus.
Segundo informações do Christian HeadLines, a denúncia contra as escolas foi feita depois que um homem informou ao FFRF sobre as placas que estavam expostas nas escolas. Imediatamente, a organização ateísta enviou uma carta ao distrito escolar exigindo a retirada das placas com “referências religiosas”.
- É preciso dizer que a escola pública não pode proclamar a glória somente a Deus, nem dedicar-se a uma igreja em particular – afirmou a Fundação em um comunicado.
Após a reclamação, as placas foram cobertas com fita adesiva, e o distrito escolar prometeu que, eventualmente, elas seriam substituídas por outras que não fazem referência a nenhuma religião. Apesar de afirmar que não recebeu ameaças por parte do grupo de ateus, o procurador do distrito escolar afirmou que sugeriu que as escolas atendessem às demandas do grupo, porque “não iriam prevalecer no tribunal, caso se recusassem a atender à requisição e a questão fosse para o tribunal”.
Pais de alunos e outros membros da comunidade onde as escolas estão instaladas se manifestaram contra a decisão de cobrir as placas, e um grupo criado no Facebook pedindo a volta das placas já conta com mais de 5.300 membros.
A atitude das escolas foi criticada também por Hiram Sasser, diretor do “Liberty Institute” (organização que prega pela liberdade religiosa). Ele afirma que “nenhuma escola deve sempre agir com base em uma carta FFRF” e que “a censura dessas placas envia uma mensagem de divisão e hostilidade para com a comunidade”.
Leia mais...

Internautas creditam mudanças de propostas de Marina Silva à influência do pastor Silas Malafaia junto a evangélicos

Internautas creditam mudanças de propostas de Marina Silva à influência do pastor Silas Malafaia junto a evangélicos

Internautas creditam mudanças de propostas de Marina Silva à influência do pastor Silas Malafaia junto a evangélicos As mudanças realizadas pela coligação Unidos pelo Brasil no programa de governo de Marina Silva, no que diz respeito a eventuais ações junto à comunidade LGBT, estão sendo vista por muitos eleitores como consequências da influência do pastor Silas Malafaia junto ao eleitorado evangélico.
No Twitter, diversas críticas oriundas dos setores insatisfeitos com as mudanças creditam ao líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) a motivação para que a candidata alterasse suas propostas de trabalho caso vença a eleição para a presidência.
“Silas Malafaia mandou, Marina Silva obedeceu. É assim que funciona a ‘nova política’, escreveu um internauta insatisfeito. “Já pensou, Malafaia Min. Chefe da Casa Civil”, ironizou outro, de acordo com informações do portal Terra.
No Facebook as reações também foram de desagrado por parte dos entusiastas das causas LGBT. “Iria votar nela agora já não sei, não tolero a alienação do pessoal evangélico contra o movimento LGBT, sou a favor da igualdade de direitos”, escreveu uma usuária, que viu seu comentário ser respondido por alguém que concorda com a nova postura de Marina Silva: “Releia essa nota, verá que ela é totalmente a favor dos direitos iguais para o LGBT”.
Quando apresentou as mudanças no programa de governo, a equipe de Marina Silva alegou que inicialmente haviam sido incluídos itens que não haviam sido aprovados por ela ou pelo falecido candidato Eduardo Campos.

Piadas

A repercussão desse episódio gerou indignação por parte de Jean Wyllys (PSOL-RJ), notório defensor dos interesses dos ativistas gays, mas também despertou a irreverência e criatividade de humoristas.
Piadas com a situação percorreram as redes sociais em forma de meme, sempre com a figura do pastor Silas Malafaia sendo usada para forçar em Marina Silva uma mudança de opinião ou uma resposta indireta, que não desagradasse o líder evangélico.
Veja nas imagens abaixo algumas das piadas feitas com a situação:
marina silva indecisa
marina silva indecisa2
marina silva indecisa3

Leia mais...

sábado, 30 de agosto de 2014

Desafio do balde de gelo causa polêmica entre cristãos por causa das pesquisas científicas financiadas pelas doações; Entenda

Desafio do balde de gelo causa polêmica entre cristãos por causa das pesquisas científicas financiadas pelas doações; Entenda

Desafio do balde de gelo causa polêmica entre cristãos por causa das pesquisas científicas financiadas pelas doações; Entenda O desafio do balde de gelo se tornou uma febre no mundo todo por conta da campanha de doação à ALSA, entidade que realiza estudos científicos na busca pela cura da Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). Porém, o desafio causou polêmica no meio cristão.
Um pastor chamado Nathanael King, assistente da igreja Temecula Hills Christian Fellowship, na Califórnia, publicou um artigo no portal Charisma News argumentando contra o desafio e explicando seus motivos para defender que cristãos não devem aderir à campanha.
Para Nathanael, o grande empecilho para os cristãos participarem do desafio é o tipo de pesquisa que a ALSA desenvolve. “Eu não posso aceitar o desafio, e eu espero que você entenda o porquê. Não é porque eu tenho medo de água fria (apesar de isso ser verdade). Minha preocupação é para onde a publicidade e o dinheiro podem ir. Especificamente, eu estou preocupado com o  tipo de pesquisa que pode ser financiada pela minha participação [no desafio]”, introduziu o pastor.
A entidade que busca a cura para a ELA desenvolve pesquisas com células-tronco, e segundo o pastor, esse tipo de pesquisa é um atentado à vida. Muitos ativistas pró-vida se opõem a essa pesquisa da mesma forma que se opõem ao aborto.
“A ALSA financia um número de diferentes tipos de pesquisa, e entre estes é a pesquisa com células-tronco embrionárias. Para aqueles que não sabem o que é isso, é quando os cientistas pegam um óvulo e um espermatozóide masculino e fertilizam o óvulo em laboratório, e em seguida, após a nova vida começa a se formar, eles removem os blocos de construção da vida embrionária, as células-tronco. Este é o mesmo processo que ocorre quando as pessoas lutam com a infertilidade e, em seguida, obtêm a fertilização in-vitro. A diferença importante é que, em vez de implantar o embrião fertilizado em uma mãe para que ela possa se transformar em um bebê, esses embriões são experimentadas e, em seguida descartado. Elas são criadas com o propósito expresso de serem destruídos para a pesquisa médica”, argumentou.
No entanto, a postura de Nathanael contra o desafio do balde de gelo não foi unânime. O pastor Brian Alarid, líder da igreja Passion, em Albuquerque, no estado norte-americano do Novo México, entende que o boicote é irracional.
“Toda vez que você comprar uma bebida na Starbucks, utilizar o seu cartão American Express, usa um produto Microsoft, come em algum fast-food, dirige um Chevrolet, usa o banco ou a operadora de celular AT & T, e milhões de outros produtos, uma parte do seu dinheiro está sendo canalizado para a [entidade] Planned Parenthood, para financiar abortos. Então, se você estiver boicotando a organização ALSA porque eles fazem a pesquisa com células-tronco embrionárias, então você também deve parar de usar todos esses produtos e serviços, apenas para ser eticamente consistente”, argumentou Brian, em outro artigo publicado no Charisma.
Por fim, Brian Alarid afirmou que há outras alternativas além de fazer doações à ALSA e ainda assim contribuir com as pesquisas científicas: “Como um pastor evangélico pró-vida, eu fiz o desafio do balde de gelo e convoquei toda a minha equipe pastoral, que também cumpriu o desafio. Tivemos uma explosão de alegria em fazer e nós levantamos dinheiro para ajudar as pessoas necessitadas. Foi uma vitória. Eu, pessoalmente, escolhi fazer minha doação à [entidade] John Paul II Medical Research Institute, um instituto católico de pesquisa cientifica pró-vida, em Iowa. Eles realizam pesquisas com células-tronco adultas, e não a pesquisa com células-tronco embrionárias”, sugeriu o pastor.
Leia mais...

“Muitos pastores vão para o inferno”, alerta líder nigeriano

“Muitos pastores vão para o inferno”, alerta líder nigeriano

Famoso por pregar a teologia da prosperidade, pastor Chris Oyakhilome gera controvérsia entre pastores

“Muitos pastores vão para o inferno”, alerta líder nigeriano 
 
  "Muitos pastores vão para o inferno", alerta líder nigeriano
A Nigéria vive por um lado um crescimento da influência dos evangélicos e do outro as constantes ameaças de grupos muçulmanos como o Boko Haram, que ameaça matar todos os cristãos.
Alguns de pastores nigerianos parecer ter um gosto especial pela polêmica.  Alguns dias atrás, T.B. Joshua, da Igreja Sinagoga de Todas as Nações, enviou milhares de garrafas de água para curar pessoas infectadas pelo vírus Ebola.
Esta semana, o pastor Chris Oyakhilome, fundador e líder do ministério Embaixada de Cristo, deixou os evangélicos nigerianos chocados ao trazer uma “revelação” durante o culto.
Ao pregar uma mensagem intitulada “As lições de Ló”, pastor Chris afirmou aos fiéis:  “Muitos pastores vão para o inferno por não obedecerem a Deus. Alguns não são chamados por Deus, outros tem ministério por razões carnais, há quem esteja no ministério para servir somente a si mesmos”.
O pastor disse que seu país tem visto muitas igrejas dividirem e vários pastores deixam as igrejas onde estavam trabalhando para começar outro ministério por causa de fofocas, brigas, enganos ou pura inveja. Ele disparou “Você precisa aprender a obedecer a Deus em tudo. Eu não quero ver nenhum de vocês em tal situação. Decida obedecer a Deus em tudo “.
Oyakhilome acumula polêmicas na Nigéria, pois é milionário e ensina que todo crente verdadeira tem de ser rico, numa versão extrema da teologia da prosperidade. Afirma que todos os pecados cometidos depois da conversão afetam apenas o corpo e não a alma. Desencoraja que os membros de sua igreja busquem os médicos ressaltando que todos serão curados pela fé, incluindo portadores de HIV, o que já lhe rendeu problemas com o governo.
Suas declarações foram criticadas por líderes nigerianos. Eles lembraram que outras vezes o pastor Chris trouxe “revelações” em seus programas na TV que acabaram não se cumprindo.

 Com informações de Daily Post
Leia mais...

Boko Haram invade cultos e decapita crianças cristãs


Boko Haram invade cultos e decapita crianças cristãs

“Vocês podem matar meu corpo, mas não matarão minha alma”, afirmou cristão torturado

Boko Haram invade cultos e decapita crianças cristãs 
 
  Boko Haram invade cultos e decapita crianças cristãs
A mais recente onde de ataque do grupo extremista islâmico Boko Haram tem como objetivo decretar um Estado Islâmico independente dentro da Nigéria. Para isso, eles mataram todos os cristãos residentes na área que puderam.
Segundo agências internacionais, o número chega a milhares. As aldeias na região noroeste do país foram invadidas, as igrejas incendiadas, homens foram mortos e suas mulheres sequestradas, uma prática conhecida do grupo.
Mais de 100 militantes invadiram as aldeias predominantemente cristãs no momento em que o culto de domingo se iniciava. Abriram fogo contra os moradores que estavam nos templos e, empunhando seus facões, começaram a matança. Muitos cristãos foram decapitados e suas mulheres estupradas. Há registros de várias que foram sequestradas e forçadas a se “casar” com os guerrilheiros do Boko Haran. Há registro de várias crianças que foram mortas e decapitadas.
Sawaltha Wandala, 55, chegava para o culto quando viu um militante jogar uma criança de uns seis anos, aparentemente morta, dentro de uma vala. O ancião se aproximou e viu que a criança ainda estava viva. Tomou-a no colo e correu em direção ao hospital em busca de socorro.
De repente, foi parado por cinco militantes que arrancando a criança dos seus braços, e cortaram sua cabeça em pedaços diante de seus olhos. Depois, agrediram Wandala com pedaços de pau e bateram com uma pedra em sua cabeça. Ele desmaiou. Pensando que estava morto, foi deixado pelos muçulmanos.
Cenas parecidas se repetiram em quase todas as aldeias do distrito de Gwoza. Muitos cristãos fugiram pela fronteira para a vizinha República dos Camarões. Um deles foi John Yakubu, que juntamente com sua família tentou encontrar abrigo. Dias depois, ele voltou para a aldeia de Attagara para tentar recuperar alguns de seus animais.
Chegando em casa, pegou seus poucos pertences, incluindo a Bíblia da família. Ao ser surpreendido por soldados do Boko Haram, foi lhe dada uma escolha: “Você precisa se converter ao islamismo, ou então terá uma morte dolorosa.”
John recusou a oferta. Amarraram seus pés e mãos a uma árvore e o torturaram. Faziam cortes profundos nas mãos de John e zombavam da sua fé: “Você pode se tornar um muçulmano agora?” Ele simplesmente respondia: “Vocês podem matar meu corpo, mas não matarão a minha alma!”
Após vários ferimentos pelo corpo, com facas e até um machado, John sangrou muito, até perder a consciência. Os terroristas o abandonaram para morrer. Após três dias, ele foi resgatado e levado para um hospital, onde permaneceu em coma.
Um obreiro da Missão Voz dos Mártires, encontrou John no hospital. Perguntou-lhe qual era o seu sentimento em relação a seus agressores. A resposta de John foi surpreendente: “Eu já perdoei os muçulmanos. Eles não sabem o que estão fazendo.”

 Com informações Persecution, Christian Today e Daily Post
Leia mais...