domingo, 2 de agosto de 2015

Exclusivo: Brasil não reconhece mais Jerusalém como capital de Israel


Exclusivo: Brasil não reconhece mais Jerusalém como capital de Israel

Governo Dilma tenta apagar decisão histórica de Oswaldo Aranha

Exclusivo: Brasil não reconhece mais Jerusalém como capital de Israel 
  Brasil não reconhece mais Jerusalém como capital de Israel
O moderno Estado de Israel reconhece que a articulação do diplomata brasileiro Oswaldo Aranha foi fundamental. Ele foi nomeado Presidente da Assembleia Geral da ONU, quando foi votada e aprovada a independência do Estado Judeu, após quase dois mil anos. A gratidão dos judeus é grande até hoje, sendo que existe uma rua em Tel Aviv com o nome dele.
Durante muitos anos os dois países tiveram boas relações. Contudo, desde o primeiro mandato de Dilma, isso foi se deteriorando. Ano passado, o Brasil foi um dos 29 países no Conselho de Direitos Humanos da ONU que votaram para a ONU investigar as ações de Israel contra terroristas islâmicos em Gaza (17 países se abstiveram, e apenas os EUA se opuseram).
Além disso, o Embaixador do Brasil em Tel Aviv foi chamado a Brasília para consultas. Cogitou-se que os países poderiam romper as relações diplomáticas. Após o imbróglio, o porta-voz do Ministério do Exterior, Yigal Palmor decretou: “Esta é uma demonstração lamentável porque o Brasil, um gigante econômico e cultural, continua a ser um ‘anão diplomático’”.
Agora, o portal Gospel Prime teve acesso ao passaporte de crianças brasileiras nascidas em Jerusalém. Estranhamente, cita-se a cidade, mas o espaço para o país é deixado em branco. Trata-se de um documento oficial, o que revela ser essa uma decisão federal.
Passaporte em Jerusalém
Embora não tenha afirmado isso publicamente, o Brasil parece estar seguindo os passos dos Estados Unidos, que no mês passado parou de emitir passaportes de filhos de americanos nascidos em Jerusalém com a identificação que a cidade, de fato, fica em Israel.
Conforme previam analistas, essa decisão parece ter criado um efeito dominó, influenciando outras nações. Desde sua vitória na Guerra dos Seis Dias (1967), Israel reivindica Jerusalém como sua a capital “histórica e indivisível”. Os palestinos consideram a parte oriental da cidade como “território ocupado” e objeto de disputa.
Existem fortes indícios que o Conselho de Segurança da ONU deverá votar uma resolução para estabelecer definitivamente um Estado palestino. A atitude do Itamaraty indica que desta vez, o povo de Israel não poderá contar com o apoio dos diplomatas brasileiros.
A denúncia foi encaminhada ao Gospel Prime pela pastora Jane Silva. Ela conta que ligou para a Embaixada do Brasil em Tel Aviv e falou com o Conselheiro Sergio Pena. Ele confirmou a ordem do governo brasileiro e justificou que Jerusalém não pertence ao Estado Israel.
Leia mais...

terça-feira, 28 de julho de 2015

Maior culto público a Satanás ocorre com show de heavy metal

Maior culto público a Satanás ocorre com show de heavy metal

Estátua que inspira adoração foi “inaugurada” por grupo ateísta

Maior culto público a Satanás ocorre com show de heavy metal 
  Maior culto público a Satanás ocorre com show de heavy metal
Cerca de 700 pessoas se reuniram no último sábado à noite numa boate na cidade de Detroit, no Michigan, para celebrar o que foi chamado de “o maior culto público a Satanás” da história.
Com cerca de 3 metros de altura e pesando quase uma tonelada, a estátua mostra a representação de um ser parte homem e parte bode.
Ele está sentado em um trono marcado pelo pentagrama. Embora recebe outros nomes, a imagem é conhecida como Bafomete, uma figura mística que é adorada por grupos satanistas no mundo todo. Alguns grupos maçônicos também usam essa figura, cujo nome teria origem na união de dois vocábulos gregos, “Baphe” e “Metis”, significando “Batismo de Sabedoria”.
Depois de ficar mais de um ano anunciando que colocaria a estátua em um local público, a organização Templo Satânico, cancelou a exibição depois que grupos religiosos locais protestaram.
Ao invés disso, fez a apresentação em uma festa privada. Os ingressos custavam 25 dólares por pessoa. Quem desejava tirar uma foto sentado na estátua precisou desembolsar mais 75 dólares.
Embora use o nome de satânico, a organização afirma ser ateísta e que está promovendo a estátua como forma de aumentar o debate sobre a liberdade religiosa. Um grupo de cristãos conseguiu “penetrar” na festa e está divulgando imagens chocantes.
Em um ambiente que lembrava uma igreja, primeiramente um grupo de heavy metal se apresentou. No alto do palco, uma cruz invertida brilhava. Uma bandeira foi colocada no chão com as palavras “este é o meu corpo, este é o meu sangue”.
As fotos mostram também um homem vestido com roupas que lembram sacerdotes, adornadas com cruzes invertidas. O homem tinha o rosto pintado imitando uma caveira. Lembrava muito a apresentação do grupo Ghost BC durante o Rock in Rio dois anos atrás.
Papa satânico
Papa satânico
No centro do palco, a estátua estava coberta com um pano. Líderes do Templo Satânico leram pequenos discursos numa estrutura que lembrava um púlpito. Três pessoas nuas com apenas as cabeças cobertas participam de um ritual que lembra um batismo, só que ao invés de água é vinho derramado sobre suas cabeças.
templo satanico6
Batismo satânico.
Depois, dois homens vestidos com roupas de sadomasoquismo e segurando velas foram chamados. Eles tiraram o pano e depois começaram a se beijar, sentados no colo da imagem.
Os presentes foram convidados a se aproximar da imagem para “admirá-la”. Vários casais hetero e homossexuais tiraram fotos sentadas no colo da estátua. Alguns iniciaram uma relação sexual em público. Na plateia, muitas pessoas tinham os rostos e o corpo pintados, alguns literalmente exibiam chifres e alguns tinham sobre o corpo seminu uma tinta vermelha que lembrava sangue.
Embora se apresentem como ateus e seu fundador, Lucien Greaves, tenha participado de vários encontros para a promoção do ateísmo nos EUA, fica claro que para eles Satanás é real. O discurso oficial é que Satanás é apenas uma figura que representa o que eles desejam: fazer oposição aos cristãos.

Reação dos cristãos

Durante toda a tarde de sábado, grupos cristãos fizeram cultos próximo ao local, orando e cantando louvores a Deus. Alguns pastores usaram os microfones para repreender a ação demoníaca sobre a cidade.
A bispa Corletta Vaughn da Catedral Espírito Santo, afirmou: “Não vamos entregar nossa cidade para os satanistas. É um espírito violento que está se mudando para a cidade e se infiltrar naquele lugar. Vamos expulsá-los daqui”.
“Nós não queremos isso aqui. É desrespeitoso”, disse a evangelista Bonita Shelby, esposa do pastor Don Shelby do Ministério Internacional Sarça Ardente, que gritava ao microfone: “Em nome de Jesus. Nós marchamos no Espírito em Detroit”.
Segundo foi divulgado, o Templo Satânico não deixará a estátua no Michigan. Os grupos cristãos da cidade fizeram grande pressão sobre a autoridades.
O pastor David Bullock, de uma importante igreja batista local, chegou a anunciar que, caso a estátua ficasse em local público, ele a destruiria.
Agora, o grupo ateísta espera poder colocar Bafomete no Capitólio do estado de Arkansas, ao lado de um monumento dos Dez Mandamentos. Está apenas aguardando um parecer da justiça para isso. Anunciou também que pretende em breve colocar estátuas semelhantes em pelo menos dois outros Estados que possuem monumentos com os Dez Mandamentos em órgãos públicos. Com informações de Fox News, The Blaze, Freep e Church Militant
Assista:


Leia mais...

domingo, 26 de julho de 2015

Barack Obama será julgado pelo Sinédrio em Israel

Barack Obama será julgado pelo Sinédrio em Israel

Julgamento pode condenar presidente americano por acordo nuclear com Irã


Barack Obama será julgado pelo Sinédrio em Israel 
 
  Obama será julgado pelo Sinédrio em Israel
O Sinédrio foi restabelecido recentemente em Israel. Citada nas páginas do Novo Testamento, essa “Suprema Corte religiosa” é composta por 71 sábios. Após anunciar que pretende julgar o papa Francisco dia 20 de setembro de 2015, o próximo a ser intimado é o presidente dos EUA, Barack Obama.
Francisco precisa se retratar das afirmações que fez sobre os judeus não terem direito à terra de Israel ou a Jerusalém. O Sinédrio explica que já mandaram uma intimação, caso a autoridade máxima dos católicos não compareça, será julgado à revelia num tribunal montado no alto do monte Sião.
Agora o Sinédrio deseja ver Obama responder por seus “crimes” contra o povo judeu, após ter assinado o acordo nuclear com o Irã. A data escolhida foi 9 de setembro, quatro dias antes de Rosh Hashana, início do dia de julgamento divino da nação judaica.
De acordo com uma convocação, revelada pelo site Breaking Israel News, o Sinédrio acusa Obama de “promover deliberadamente o genocídio do povo judeu”. Os juízes do Sinédrio exigem que o presidente americano “anuncie imediatamente que está suspendendo o acordo”. Caso contrário, irá a julgamento.
O Sinédrio voltou a funcionar em Israel há mais de uma década, mas não foi reconhecido pelo governo.
“Estamos aqui para assuntos grandes e pequenos, que dizem respeito a Israel, e os que pertencem a outras nações também”, afirmou o rabino Dov Stein, secretário do Sinédrio.
“É parte do processo de Geula (redenção) da Nação de Israel voltarmos para a Terra Prometida, restabelecer o Sinédrio e restaurar a nação como era antes, pois de Sião será anunciada a Torá, e de Jerusalém virá a Palavra de Deus para o mundo”.
Além do presidente Obama, são mencionados na carta-convocação o Secretário de Estado John Kerry e os membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU.
Em suma, a carta afirma que o mundo todo conhece as ameaças feitas pelo Irã de destruir Israel e que isso foi chancelado com o consentimento dos Estados Unidos e de seus aliados.
Criticou veementemente a política externa americana para o Oriente Médio e que a possibilidade dos iranianos disporem de armas nucleares põem em perigo todos os países da região.
Leia mais...

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Depois de se tornar evangélica, Gretchen volta ao cenário musical com clip polêmico




Depois de se tornar evangélica, Gretchen volta ao cenário musical com clip polêmico

Após declarar que havia se tornado evangélica, Gretchen retorna ao cenário musical com uma taça na mão e dançando pole dance...e não é trabalho gospel não, apesar de estar quase a mesma palhaçada.



Dj Rody convidou Gretchen para participar do clip "Rainha do Bumbum", onde a dançarina canta em inglês "Follow me, bitch" (me segue vadia) e tentar ser o que era há dez mil anos atrás. O novo álbum de Dj Rody se chama "Manda nudez".
 
 

















Leia mais...

Judeu sobrevivente do nazismo quer salvar cristãos na Síria


Judeu sobrevivente do nazismo quer salvar cristãos na Síria

A entidade financiada por ele já retirou 150 cristãos sírios que foram levados para a Polônia

Judeu sobrevivente do nazismo quer salvar cristãos na Síria 
  Sobrevivente do nazismo salva cristãos na Síria
Aos 95 anos, George Weidenfeld, bilionário dono da editora Weidenfeld & Nicolson quer investir dinheiro em uma missão para ajudar os cristãos que estão sob ameaças do Estado Islâmico na Síria e Iraque.
Weidenfeld sabe o que é viver em um ambiente hostil, pois é uma sobrevivente do regime nazista. Em 1983, na Áustria, o hoje bilionário era apenas um jovem que conseguiu sobreviver graças a uma operação de resgate conduzida por um grupo de cristãos britânicos.
Por entender a importância desse tipo de ajuda, o empresário disse em entrevista ao The Times que irá pagar a dívida que tem com os cristãos ajudando-os através desse investimento.
O austríaco foi questionado se sua ajuda é justa, já que há outros grupos, incluindo muçulmanos, estão sofrem nas mãos dos terroristas. Em resposta Weidenfeld disse que não pode salvar o mundo e que “há uma possibilidade especifica do lado dos cristãos”.
Por serem uma das minorias religiosas na Síria e Iraque, os cristãos estão sofrendo ataques constantes do EI. Agências internacionais sempre noticiam ataques de vilarejos cristãos arrasados pelos terroristas, além de mostrar as punições que eles recebem incluindo decapitações e mortes em cruzes.
A entidade que recebeu ajuda de Weidenfeld recentemente resgatou 150 cristãos sírios que foram levados para a Polônia. O programa de ajuda ainda oferecerá de 12 a 18 meses de assistência financeira e deve atender mais de 2 mil famílias.
Leia mais...

Dono de restaurante usa filme “Jesus de Nazaré” para evangelizar e vê clientes se converterem

Dono de restaurante usa filme “Jesus de Nazaré” para evangelizar e vê clientes se converterem

Dono de restaurante usa filme “Jesus de Nazaré” para evangelizar e vê clientes se converterem Um filme sobre a vida e ministério de Jesus foi o responsável pela conversão de 30 pessoas ao Evangelho. Porém, o fato diferente nessa história é que as conversões ocorreram ao longo dos anos, e não em uma única exibição.
Um dono de restaurante em um país do sudeste asiático vem exibindo o filme “Jesus de Nazaré” ao longo de vários anos, durante seu horário de expediente. A versão exibida é dublada para a língua local.
Um membro da equipe missionária Southeast Asian Campus Crusade for Christ foi recentemente fazer uma refeição no estabelecimento e ficou surpreso por ver o filme sendo exibido no local. Quando abordou o dono para falar sobre o assunto, ouviu a história sobre as conversões.
O proprietário contou ainda que dentre os convertidos, alguns eram seguidores da religião dominante no país. Informações sobre o país e a religião foram omitidas da reportagem do MN Online por questões de segurança, já que o restaurante e o próprio dono já foram ameaçados por extremistas religiosos.
A exibição do filme, atualmente, só é feita quando o proprietário do restaurante sente que não há perigo contra ele, seus clientes ou seu estabelecimento.
“A dublagem de “Jesus de Nazaré” ​para novas línguas está aguardando parceiros para que centenas de milhares pode ter a oportunidade de experimentar o evangelho pela primeira vez. É uma ferramenta com potencial para chegar a cada pessoa e de cada povo em sua língua materna.

O filme

O filme “Jesus de Nazaré” foi produzido em 1977, sob direção de Franco Zefirelli. Inicialmente, o projeto ítalo-britânico foi exibido como uma minissérie de TV, mas posteriormente foi montado como filme, e exibido em diversos países.
Ao longo dos anos, muitos grupos missionários se juntaram para financiar a dublagem do filme em novos idiomas, o que permitiu ao longa-metragem alcançar milhões de pessoas ao redor do mundo
Leia mais...

sábado, 18 de julho de 2015

Cantora gospel é suspeita de matar o marido

Cantora gospel é suspeita de matar o marido

Tania Regina Levy, de 38 anos, foi presa na quinta-feira (16) em Piracicaba.


Cantora gospel é suspeita de matar o marido 
  Cantora gospel é suspeita de matar o marido
A cantora gospel Tania Regina Levy, 38 anos, foi presa nesta quinta (16) em Piracicaba, São Paulo. Ela é a principal suspeita de matar o marido, o guarda municipal Eliel Silveira Levy. O mandado de prisão preventiva foi expedido pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo no dia anterior.
Após passar pelo exame de corpo delito, a cantora passou foi levada para a Cadeia Pública Feminina de Santa Bárbara d´Oeste (SP), onde ficará até o dia do julgamento.
Em 16 setembro de 2013, o corpo de Eliel, 37 anos, foi encontrado no porta-malas de um Volkswagen Gol preto incendiado. O crime foi considerado homicídio qualificado e os investigadores trabalharam no caso por mais de um ano.
Desde dezembro daquele ano, a polícia desconfiava de Tania, que fora ouvida pelo delegado Marcel Willian Oliveira de Sousa. Segundo o portal G1, um dos investigadores responsáveis pelo caso, explica que a prisão demorou bastante tempo pois “Fizemos um relatório muito profundo, colhemos materiais e provas, apuramos evidências”.
Em setembro de 2013, Tania e Eliel foram dados como desaparecidos. Os dois carros usados pelo casal, o Gol e um Elantra, também não foram localizados pela polícia. Dias depois a cantora voltou para casa, mas não falava publicamente sobre o assunto. A defesa de Tania não se manifestou sobre a prisão.
Leia mais...

terça-feira, 16 de junho de 2015

Candomblecistas acusam evangélicos de apedrejarem menina que participou de ritual

Candomblecistas acusam evangélicos de apedrejarem menina que participou de ritual

Candomblecistas acusam evangélicos de apedrejarem menina que participou de ritual Um grupo de evangélicos teria agredido verbal e fisicamente uma menina de 11 anos de idade no último domingo, 14 de junho.
De acordo com a avó da menina, Kathia Coelho Maria Eduardo, 53 anos, ela havia sido iniciada no candomblé há apenas 4 meses, e estava se dirigindo para casa após participar de uma celebração em um templo da religião na Penha, Rio de Janeiro (RJ).
Vestida com roupas ritualísticas brancas, a menina teria sido xingada pouco antes de ser atingida por uma pedra atirada pelo grupo de pessoas que supostamente eram evangélicas: “Eles gritaram: ‘Sai Satanás, queima! Vocês vão para o inferno’. Mas nós não demos importância. Logo depois, o pedregulho atingiu minha neta e, enquanto fomos socorrê-la, eles fugiram em um ônibus”, contou Kathia Coelho.
“Quando viram várias pessoas vestidas de branco, começaram a insultar, gritando que a gente ia ‘queimar no inferno’ por ser ‘macumbeiro’”, acrescentou a avó da menina, em entrevista ao jornal Extra.
Depois do incidente, a preocupação era socorrer a menina: “Ficamos todos muito nervosos, a gente não sabia o que tinha acontecido, só escutamos o estrondo. Minha neta sangrou muito, chegou a desmaiar. Não reagimos em nenhum momento, a prioridade era socorrer”.
O grupo que fez a agressão contra os candomblecistas fugiu do local enquanto pessoas tentavam ajudar a criança agredida, de acordo com informações do jornal O Dia. Uma das pessoas que acompanhavam a menina era Yara Jambeiro, 49 anos: “Ela está bem, pois foi socorrida para o hospital e até foi à escola, pois é muito estudiosa. Mas na hora chegou a perder a memória. Que mundo é esse que estamos vivendo? Não se respeita nem criança?”, questionou.
Após registrar um Boletim de Ocorrência (B.O.), no 38º Distrito Policial, Kathia Coelho – que pratica o candomblé há 33 anos – afirmou que esse tipo de situação era inédita para ela: “Nunca tinha passado por uma situação dessa. Eu me senti impotente, não podia fazer nada. Ninguém estava prejudicando ninguém, me questiono porque fizeram isso. Acho que, independentemente do que a pessoa pratica ou no que acredita, em qualquer religião, a prioridade é tratar o ser humano como um irmão”, concluiu.

AGORA VEJA NESTA OUTRA MATÉRIA O QUE REALMENTE ACONTECEU 


Vítima de intolerância religiosa, menina de 11 anos é apedrejada na cabeça após festa de Candomblé

A menina: ferida na cabeça após ouvir insultos numa avenida da Vila da Penha. Foto: Reprodução/Facebook

O ódio e a intolerância contra religiões afro-brasileiras fizeram mais uma vítima no Rio: uma menina de 11 anos, que levou uma pedrada na cabeça. O caso ocorreu no domingo à noite, na Avenida Meriti, na Vila da Penha, Zona Norte da cidade. Por volta das 18h30, após uma festa em um barracão, um grupo de oito religiosos, vestidos com trajes brancos do Candomblé, caminhava de volta para casa. Na altura do número 3.318, dois homens em um ponto de ônibus do outro lado da via começaram a insultá-los.
- Quando viram várias pessoas vestidas de branco, começaram a insultar, gritando que a gente ia “queimar no inferno” por ser “macumbeiro” - lembra a avó, uma pesquisadora de 53 anos.
ADVERTISEMENT
Até que, em determinado momento, um dos homens jogou uma pedra na direção ao grupo, que bateu num poste e atingiu a neta da pesquisadora, de 11 anos. De acordo com a avó, após a agressão e mais alguns insultos os suspeitos fugiram embarcando num ônibus.
- Ficamos todos muito nervosos, a gente não sabia o que tinha acontecido, só escutamos o estrondo. Minha neta sangrou muito, chegou a desmaiar. Não reagimos em nenhum momento, a prioridade era socorrer - lembra a avó.

A roupa da jovem ensanguentada após a agressão.
A roupa da jovem ensanguentada após a agressão. Foto: Reprodução/Facebook
O grupo retornou para o barracão, situado em Cordovil, a cerca de dez minutos do local do crime. Depois de limparem a menina, que estava com muito sangue pelo corpo, a levaram até o Posto de Assistência Médica (PAM) de Irajá, onde os médicos fizeram um curativo no ferimento. Segundo a avó, ela só não levou pontos porque estava com o ferimento muito inchado.
- Nunca tinha passado por uma situação dessa. Eu me senti impotente, não podia fazer nada. Ninguém estava prejudicando ninguém, me questiono por que fizeram isso. Acho que, independentemente do que a pessoa pratica ou no que acredita, em qualquer religião, a prioridade é tratar o ser humano como um irmão - desabafa ela, adepta do Candomblé há 33 anos, destacando que a neta está traumatizada e que iniciará um tratamento psicológico por causa do trauma.
No Facebook, a pesquisadora iniciou uma campanha contra a intolerância religiosa publicando fotos de candomblecistas segurando um cartaz com a frase “Eu visto branco, branco da paz, sou do Candomblé, e você?”. Nesta segunda-feira, a pesquisadora foi até a 38ª DP (Brás de Pina) registrar queixa. O crime foi registrado como intolerância religiosa e lesão corporal. Nesta quarta-feira, sua neta fará exame de de corpo delito.

Kátia começou uma campanha no Facebook contra esse tipo de preconceito.

Leia mais...

domingo, 14 de junho de 2015

Feliciano responde ao “covarde” Wyllys e afirma que ativistas gays “incitam ao ódio de verdade”

Feliciano responde ao “covarde” Wyllys e afirma que ativistas gays “incitam ao ódio de verdade”

Feliciano responde ao “covarde” Wyllys e afirma que ativistas gays “incitam ao ódio de verdade” O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) respondeu às provocações do deputado federal e ativista gay Jean Wyllys (PSOl-RJ), que o atacou através das redes sociais, acusando-o de “canalhice e sordidez” e de promover “enganação” em seu ministério sacerdotal por causa das críticas feitas à Parada Gay.
Em sua página no Facebook, Feliciano publicou a “resposta a um boçal” questionando se Wyllys seria “covarde” por preferir as redes sociais a um debate frente a frente.
O pastor iniciou sua resposta listando episódios controversos da carreira de Wyllys como parlamentar, e relembrou a situação em que ele se referiu a um jovem como “negro gordo”, as propostas de legalização da prostituição e da maconha, e por fim, a afirmação do ex-BBB de que “jovens negros e pobres são potencialmente perigosos”.
Referindo-se à afirmação de Wyllys de que a Parada Gay é mais decente do que os cultos evangélicos, Feliciano pediu que o “nobre deputado crie juízo e se preocupe com causas realmente sociais e deixe de pirotecnia”, sugerindo que ele deveria “observar o trabalho feito pelas Igrejas Cristãs” para que sua “probabilidade de erro” diminua.
“Esta excelência tem o parlamento, tem a tribuna da casa, tem as comissões plenárias para se pronunciar, e usa a internet pra me atacar? Seria ele COVARDE? Já o desafiei pessoalmente para um debate mas não sei o que o impede”, afirmou o pastor.
Marco Feliciano respondeu às acusações de Wyllys de que ele e os demais integrantes da bancada evangélica e católica que protestaram contra a Parada Gay haviam mentido por atribuir ao evento, imagens que seriam de outros protestos.
“Ano após ano ele e os seus, por serem apadrinhados pela grande mídia e um sem número que pessoas que se julgam semideuses, vilipendiam, humilham, denigrem e incitam ao ódio de verdade. No princípio desta batalha fui tripudiado, mas não esmoreci e hoje a sociedade acorda pra ver e ouvir se cumprir o que venho dizendo há anos: não querem direitos, querem privilégios, e nos acusam do que eles fazem e nos chamam do que eles são! As fotos apresentadas na manifestação das bancadas cristãs da Câmara dos Deputados, foram tiradas de manifestações que esse senhor sempre apoiou, e tivemos o cuidado de escolher as menos chocantes”, frisou o pastor.
Ao final, Feliciano voltou a falar sobre o confronto pessoal, alegando que Wyllys teria fugido ao debate: “Ontem ao ser por ele procurado, não suportou dois minutos de debate sério com argumentos intelectuais, começou a acusar e provocar então falei uma palavra dura e verdadeira e o ódio brilhou em seus olhos. Senti naquele momento um desejo de continuar a fazer por ele o que já faço há anos: orar pela sua alma pra que encontre paz”, concluiu.
Leia mais...

sábado, 13 de junho de 2015

Marco Feliciano denuncia Facebook por censura


Marco Feliciano denuncia Facebook por censura

Parlamentar encaminhou nota oficial contra a rede de Mark Zuckerberg.


Marco Feliciano denuncia Facebook por censura 
  Marco Feliciano denuncia Facebook por censura
O deputado federal Marco Feliciano (PSC/SP) poderá entrar com um processo contra o Facebook depois que postagens feitas pelo parlamentar na rede social foram censuradas. Publicações denunciando praticas de ultraje e vilipêndio a símbolos religiosos foram retiradas na manhã desta sexta-feira (12) com o aviso de que, por regras internas, as publicações tinham sido bloqueadas.
Na nota encaminhada pela assessoria do parlamentar, Feliciano alerta que os Padrões de Comunidade do Facebook – regras que regularizam o uso da rede social no Brasil – não são mais importantes que a Constituição, que garante o direito de livre expressão, pelo que classificou de “censura”.
“Os Padrões de Comunidade do Facebook não são mais importantes que a Constituição brasileira, que garante o direito de livre expressão, também estabelecido pelo Marco Civil da Internet”, diz um trecho.
Além de fotografias da Parada Gay de São Paulo, foi bloqueado pela rede um vídeo do líder evangélico convocando reação coletiva contra a cristofobia. No vídeo Feliciano questiona a reação dos grandes líderes diante do ato de desrespeito da comunidade LGBT. O vídeo teve mais de 5 milhões de visualizações.
“A ação de censura da rede social fere o direito de Liberdade e Livre Manifestação de Pensamento, Liberdade Religiosa e dos estatutos que garantem a manifestação pública de crença e fé”, alerta o parlamentar.
Em nota, o parlamentar alerta para o desrespeito da companhia de Mark Zuckerberg autoridade parlamentar que ele recebeu ao ser eleito deputado federal de forma democrática e representar um posicionamento político.
No final do texto a assessoria informa que entrará com processo contra a empresa, além de buscar as autoridades competentes para averiguar a ação da empresa.
Leia mais...

Deputado evangélico será relator de projeto sobre aborto de Jean Wyllys

Deputado evangélico será relator de projeto sobre aborto de Jean Wyllys

O texto será analisado na Comissão de Seguridade Social e Família

Deputado evangélico será relator de projeto sobre aborto de Jean Wyllys 
Projeto de Wyllys sobre aborto cai nas mãos de evangélico
O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) encaminhou um projeto de lei que dá garantias de atendimento de saúde, mas que na surdina também legaliza o aborto. O que o parlamentar não contava é que seu projeto fosse cair justamente nas mãos de um evangélico.
Esse “jabuti” – nome dado a temas estranhos inseridos dentro de outros projetos – pretende garantir as políticas públicas no âmbito da saúde sexual e dos direitos reprodutivos e logo nos primeiros artigos estabelece o direito de a mulher decidir se quer ou não ter filhos, o que na prática legalizaria o aborto.
Esse projeto está apensado ao 313/07 e acabou sendo designado a relatoria do deputado federal João Campos (PSDB-GO). O ex-delegado é autor do projeto apelidado pejorativamente de “Cura Gay”, que garantia o direito dos homossexuais procurar ajuda psicológica sem que os profissionais da área fossem constrangidos pelo Conselho Federal de Psicologia.
Wyllys tem tentado achar no regimento uma forma de tirar do evangélico a relatoria do seu projeto, que está na Comissão de Seguridade Social e Família. Se conseguir desapensar o PL 882/15 ele terá tramitação individual e poderá ir para outro relator.
Nos últimos anos o deputado Jean Wyllys tornou-se um dos principais opositores aos projetos cristãos na Câmara e acabou conquistando a oposição de mais de 300 parlamentares, entre católicos e evangélicos.
Wyllys – que ganhou fama como subcelebridade ao participar de um reality show – propôs, entre outros projetos, legalizar a prostituição no Brasil e a mudança de sexo em crianças pelo SUS mesmo sem autorização dos pais.
No Artigo 1 do PL o texto deixa claro que o projeto visa “regular as condições da interrupção voluntária da gravidez e estabelecer as correspondentes obrigações dos poderes públicos”. Além disso, o segundo artigo estabelece a garantia de uma vida sexual segura, com a liberdade de escolha em ter filhos e quando ter filhos.
“O estado de bem estar físico, psicológico e social nos aspectos relativos a capacidade reprodutiva da pessoa, que implica na garantia de uma vida sexual segura, a liberdade de ter filhos e de decidir quando e como tê-los”, diz o trecho.
Já o artigo 3º estabelece que independente das circunstâncias o Estado deve garantir o direito de interrupção voluntária da gravidez. Com informações Coluna Esplanada
Leia mais...

Jean Wyllys diz que Feliciano é “canalha” e que Parada Gay é mais decente que cultos evangélicos

Jean Wyllys diz que Feliciano é “canalha” e que Parada Gay é mais decente que cultos evangélicos

Jean Wyllys diz que Feliciano é “canalha” e que Parada Gay é mais decente que cultos evangélicos O deputado federal e ativista gay Jean Wyllys (PSOL-RJ) publicou uma série de tweets em sua página no microblog com críticas à postura adotada pelo pastor Marco Feliciano (PSC-SP) em relação às manifestações com vilipêndio aos símbolos cristãos na Parada Gay do último domingo, 07 de junho.
Wyllys afirmou que a iniciativa de Feliciano, de mostrar as fotos de agressões feitas a símbolos cristãos é “o cúmulo da canalhice e da sordidez”, porque o pastor teria usado imagens de outros protestos e atribuído aos ativistas gays.
O deputado que explora comercialmente a fé de seu rebanho com falsos milagres; insulta as religiões de matriz africana e a fé católica […] decidiu mostrar falsas fotos da Parada LGBT-SP a outros deputados conservadores e fundamentalistas religiosos em plenário, como se não bastasse para tal deputado usar suas redes sociais digitais para divulgar falsas fotos da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. As falsas fotos são aquelas que, na verdade, foram tiradas em 2013 durante uma performance de anarco-punks na Marcha das Vadias do Rio. Ciente de que a performance artística da transexual crucificada não justifica a celeuma oportunista que ele e seus pares levantaram, o pastor-deputado et caterva decidiram recorrer à mentira e à fraude contra a Parada LGBT, como fizeram na época do Escola sem Homofobia”, escreveu Wyllys.
O termo “et caterva” é uma expressão em latim para se referir pejorativamente a um grupo de pessoas mal-intencionadas, e no contexto usado por Wyllys, Feliciano e seu bando de vilões teriam resolvido mentir, segundo o deputado.
Na sequência de seus tweets, Wyllys afirma que o pastor é incoerente e diz que a “putaria” da Parada Gay é mais decente do que a “enganação” promovida nos cultos evangélicos.
“Quando o confrontei pessoalmente há pouco, o pastor-deputado recuou, dizendo que ‘queria saber se aquelas fotos eram mesmo verdadeiras’. Sacando seu celular, mostrou-me fotos de excessos sexuais ao longo da Parada (fotos enviadas, segundo ele, por um tal de Felipe Campos). Lhe perguntei o que isso tem a ver com ‘ofensa à religião’, e lhe lembrei que o Carnaval está repleto de excessos praticados por héteros. Na Caldas Country, casais heteros transam em cima dos carros – e esses excessos nunca levaram os deputados como ele a fazerem celeuma. A resposta do deputado que pede cartão-de-crédito (com senha!) aos meus questionamentos foi reafirmar que a Parada LGBT é uma ‘putaria’. E eu lhe respondi, de volta, que qualquer ‘putaria’ era mais decente que a enganação promovida por ele em sua igreja. Respondi que qualquer ‘putaria’ era mais decente que o ódio contra LGBT por eles estimulado e o recurso à mentira para manipular pessoas”, escreveu Wyllys.
twitter jean wyllys 4
twitter jean wyllys 3
twitter jean wyllys 2
twitter jean wyllys
Leia mais...

Amazonaws, Unfriend, WhatsApp Azul e Dubsmash 2: relembre mais golpes

Amazonaws, Unfriend, WhatsApp Azul e Dubsmash 2: relembre mais golpes

Na última semana os usuários do Facebook se depararam com um novo vírus, o Amazonaws. O malware atraiu cliques com um vídeo de conteúdo apelativo, se disseminando e infectando o perfil de muitos usuários da rede social. Porém, essa não é a primeira vez que os usuários são ‘seduzidos’ por conteúdos mal intencionados e acabam prejudicados. Relembre outros casos que atraíram a atenção de internautas e veja dicas para não cair em futuros golpes e a opinião de especialistas do setor.
Brasil lidera em vítimas do ‘vírus do roteador’ que muda endereço de sites
vírus-do-bem (Foto: vírus-do-bem)Facebook pode ser uma grande porta de entrada para vírus; relembre grandes golpes (Foto: Pond5)

Amazonaws
O golpe teve origem com um vídeo pornográfico, que parecia ter sido enviado por amigos próximos. Chamado de ‘sequestrador de navegador’, esse tipo de malware pode ser transferido através de qualquer arquivo enviado anexo ou por posts infectados. Depois de instalado, ele se aloca na barra de ferramentas de busca do computador e pode fazer publicações abusivas e não autorizadas no seu Facebook. Confira como remover infecções deste tipo na rede social e no seu PC.
Unfriend Alert
Com a promessa de alertar quando um amigo te excluir do Facebook, o Unfriend Alert na verdade estaria roubando dados pessoais dos usuários da rede social. A informação foi de Pieter Arntz, especialista em segurança do consumidor. A empresa de antivírus Malwarebytes afirmou que o aplicativo ‘sequestra’ seu login e senha e fica alocado no Facebook sem que você perceba.
WhatsApp Azul
O WhatsApp com design diferenciado foi usado como isca para conseguir os dados de usuários. O aplicativo WhatsApp Trendy Blue anunciava a troca de cor do mensageiro após realizar uma pesquisa e divulgar um link para 10 amigos. Quanto mais avançava no golpe, mais informações eram passadas.
Dubsmash 2
O Dubsmash, aplicativo de dublagem que fez muito sucesso nos smartphones e tablets, também foi alvo de um golpe. Na Google Play Store os usuários podiam encontrar uma segunda versão do app. Ao fazer o download, um cavalo de tróia se instalava no dispositivo, acessando sites com conteúdos maliciosos. De acordo com especialistas da ESET, a popularidade do aplicativo chama atenção de cibercriminosos para aplicar este tipo de golpe. Observe sempre o autor do aplicativo ao baixar.

Outro caminho que os criminosos encontraram para capturar dados pessoais de usuários foi com um vídeo falso da presidente Dilma Rousseff, que estaria debochando de recentes protestos no Brasil. Ao clicar no vídeo, o computador era atacado por um malware Trojan capaz de roubar dados bancários.
Qual é o melhor antivírus grátis? Veja no Fórum do TechTudo.
Como se prevenir
Para a especialista em Facebook Marketing Camila Porto, muitas pessoas ainda não sabem o valor de seus dados na Internet e clicam em posts maliciosos por curiosidade. Além disso, ela afirma que os conteúdos utilizados em malwares são bastante estratégicos e os cibercriminosos têm consciência de que muitas pessoas são "novas" nas redes sociais, vítimas da própria ingenuidade.
“A internet é hoje uma grande indústria de informações. É preciso ficar atento, se certificar do que está clicando e, em caso de dúvida, perguntar antes para o amigo que enviou aquele conteúdo se é algo realmente seguro”, disse.
Manter seu computador sempre protegido é a melhor forma de se prevenir contra ataques virtuais. Veja no TechTudo Downloads os melhores antivírus grátis para Windows e aproveite para conferir opções de antivírus para Android. Os gerenciadores de senhas também podem ser muito úteis; baixe e proteja-se.

Fonte o globo
Leia mais...

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Bíblia gay será lançada mesmo sem aval da SBB

Bíblia gay será lançada mesmo sem aval da SBB

Autor de comentário afirma que SBB cedeu à pressão de “grupos religiosos tradicionais”


Bíblia gay será lançada mesmo sem aval da SBB 
  Marvel Souza, idealizador da Bíblia.
A polêmica sobre o lançamento da Bíblia comentada “Graça sobre Graça” continua. Após a grande repercussão da notícia que a Sociedade Bíblica Brasileira (SBB) cedeu o texto da Versão Almeida Revista e Corrigida (ARC) para a publicação do que é chamado de “Bíblia gay” a SBB publicou uma nota negando ter dado autorização.
O portal Gospel Prime entrou em contato com o pastor Marvel Souza, da Igreja Comunidade Cidade de Refúgio (DF), responsável pelas notas e comentários da “Graça sobre Graça”.
Num primeiro momento ele esclarece que o objetivo da nova Bíblia é alcançar as minorias. O vídeo de promoção do material cita especificamente portadores de necessidades especiais, homossexuais, negros e mulheres.
Marvel explica que ficou dois anos pleiteando a autorização junto à SBB. Recebeu a Cessão de Direito para a Utilização em maio de 2014. Contudo, mesmo com contrato assinado a Sociedade Bíblica voltou atrás após a divulgação da imprensa. O pastor diz que houve consenso entre ele e a SBB após “os levantes por parte de grupos religiosos tradicionais que pressionaram a Instituição a desfazer o contrato!”.
Isso pode atrasar, mas não impedirá o pastor de publicar a Graça sobre Graça. Ele não explica que versão usará, mas garante que hoje trabalha “fazendo paráfrases, traduções, citações e comparações textuais”. Adiada para o final do ano, a Bíblia será lançada sem que ele altere versículos.
Sua abordagem, esclarece, é tornar “claros para a compreensão dos leitores, além de tecer comentários que tornarão os textos mais ricos em termos acadêmicos”.
Questionado sobre sua motivação para o projeto, assevera que era um desejo de “fomentar assuntos relevantes para igreja cristã da atualidade frente à intolerância religiosa, racial, de gênero, de orientação sexual, de condição física, etc”.
Seu projeto não é uma versão brasileira de outras bíblias chamadas de inclusivas. Ele garante que seu trabalho é “inédito no Brasil e no mundo”.
Na preparação do material, ele conta que está sendo assessorado por empresas nacionais e internacionais que o ajudarão na divulgação do projeto no Brasil e em países de língua portuguesa.
Para Marvel é preciso que a Igreja entenda melhor que “a graça divina é simplesmente inclusiva”.
Segundo o site da igreja, a Cidade de Refúgio, fundada originalmente pela missionária e cantora Lana Holder, possui cinco templos no país. Na página existe um vídeo gravada por Lana onde a “teologia inclusiva” é explicada, ressaltando que ela não se resume aos gays. Para eles, Deus cria as pessoas homossexuais e eles não precisam nem de cura nem de libertação.
Leia mais...

E Se Ele Voltar? Globo estaria planejando novela que fale da volta de Jesus, diz jornalista

E Se Ele Voltar? Globo estaria planejando novela que fale da volta de Jesus, diz jornalista

E Se Ele Voltar? Globo estaria planejando novela que fale da volta de Jesus, diz jornalista A TV Globo estaria estudando a possibilidade de produzir uma novela falando sobre a volta de Cristo, e o autor escolhido para tocar o projeto é Benedito Ruy Barbosa, novelista tido pelos especialistas como um dos mais bem-sucedidos na carreira.
A novela, que se for produzida deverá ser chamada E Se Ele Voltar? já teria inclusive, os primeiros capítulos escritos, de acordo com informações do jornalista Flávio Ricco, do portal Uol.
“E Se Ele Voltar? é o título provisório, com toda chance de virar definitivo, do novo trabalho do Benedito Ruy Barbosa para a TV Globo. A sinopse foi entregue e já existem seis capítulos escritos”, escreveu Ricco.
De acordo com o jornalista, a proposta é falar sobre como vivem as pessoas que acreditam na promessa feita por Jesus Cristo antes de sua ascensão aos céus, de que Ele voltaria para arrebatar Sua Igreja.
“A novela pretende se desenvolver em um mundo de pessoas, cerca de 40 personagens, que vivem a expectativa ou a possibilidade de Jesus Cristo voltar. Luiz Fernando Carvalho, por indicação do autor, foi escolhido para dirigir. O último trabalho dos dois em conjunto foi Meu Pedacinho de Chão“, afirmou.
A escolha do tema, complexo, pode ser uma resposta da Globo ao sucesso que a Record vem alcançando com suas produções bíblicas, embora, pelo que foi noticiado, a emissora da família Marinho pretenda manter seu modelo de novela, ao contrário do que o canal do bispo Edir Macedo vem fazendo, que é reproduzir, com liberdade artística, o relato bíblico.
Há uma no, nos Estados Unidos, uma série de TV sobre o mundo pós-arrebatamento causou bastante repercussão. “The Leftovers” fala de um mundo onde as pessoas tentam conviver com a perda de seus entes queridos, que foram arrebatados, mas tentam negar que o evento tenha relação com as profecias do Apocalipse.
Leia mais...