sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Governo começa a monitorar intolerância religiosa nas redes sociais

Governo começa a monitorar intolerância religiosa nas redes sociais

Em 2014 o Disque 100 recebeu 149 denúncias de intolerância religiosa no Brasil

Governo começa a monitorar intolerância religiosa nas redes sociais 
Governo começa a monitorar intolerância religiosa
Poucos brasileiros sabem, mas no dia 21 de janeiro é comemorado o Dia Nacional do Combate à Intolerância Religiosa. O Brasil é um país livre e laico, porém a liberdade religiosa é contestável diante dos casos de intolerância que são registrados todos os anos.
Em 2014 o Disque 100 recebeu 149 reclamações de discriminação religiosa, dessas 26,17% foram registradas no Rio de Janeiro e 19,46% em São Paulo.
Os números são menores do que os computados em 2013 quando 228 pessoas resolveram denunciar crimes de intolerância religiosa.
Além de acompanhar essas ocorrências, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) vai passar a monitorar a intolerância religiosa nas redes sociais, formando um grupo de trabalho (GT) que terá apoio da Polícia Federal (PF), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e das defensorias públicas dos estados.
Segundo a ministra da SDH, Ideli Salvatti, é importante acompanhar a web porque “boa parte da intolerância religiosa se propaga pela rede”.
Sobre as denúncias do Disque 100, Salvatti afirma que os dados são indicadores, mas que não podem ser confundidos com o quadro real da existência ou não da violência e do preconceito.
“Temos a convicção de que a questão da intolerância religiosa cresce no mundo. Estamos acompanhando atos terroristas com base na religião. Aqui no Brasil já tivemos fatos lamentáveis de intolerância, envolvendo religiões de matriz africana, e também casos lamentáveis, envolvendo evangélicos, católicos”, diz a ministra. Com informações IG.

Leia mais...

Russos são presos por “tentar ressucitar” facínora como Jesus fez com Lázaro

Russos são presos por “tentar ressucitar” facínora como Jesus fez com Lázaro

Russos são presos por “tentar ressucitar” facínora como Jesus fez com Lázaro Dois jovens russos foram presos pela polícia de Moscou após jogarem água benta no mausoléu que abriga o corpo mumificado de Lênin, na Praça Vermelha, aos gritos de “Levanta-te e anda!”. De acordo com um vídeo postado na internet, os jovens passaram pelas barreiras que protegem o mausoléu antes de borrifarem o local com grandes garrafas de água.
O ato aconteceu no dia em que os cristãos ortodoxos celebraram na segunda a Epifania, que marca o batismo de Cristo no rio Jordão, e durante a qual os fieis mergulham simbolicamente nas águas geladas de rios e lagos.
Segundo a OVD, ONG especializada nas prisões de ativistas na Rússia, os jovens responsáveis pelo ato são Evgueni Avilov e Oleg Bassov, membros de um coletivo de artistas, o Blue Rider. Segundo um porta voz da ONG, o objetivo da ação foi “destruir o mito de que Lênin é imortal ao tentar ressuscitá-lo no dia da Epifania, como Jesus ressuscitou Lázaro”.
A exposição do corpo do facínora da Revolução de Outubro na Praça Vermelha divide os russos. A maioria da população é a favor da retirada do corpo de Lênin, mas os comunistas apoiam a manutenção do mausoléu.
Leia mais...

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Cristãos são punidos por compartilhar sua fé no trabalho

Cristãos são punidos por compartilhar sua fé no trabalho

Terapeuta ocupacional e magistrado enfrentam processos na Inglaterra

Cristãos são punidos por compartilhar sua fé no trabalho 
  Richard Page foi disciplinado por suas crenças bíblicas.
Uma cristã que trabalha em um hospital da Inglaterra está processando seu local de trabalho por ter sido chamada de “fanática religiosa” após ter orado por uma colega muçulmana. Victoria Wasteney, 37, vinha enfrentando problemas no trabalho desde que foi “denunciada” por Enya Nawaz, 25, que reclamou para seus superiores da atitude da colega.
Terapeuta ocupacional, Victoria chegou a chefiar um departamento do Serviço Nacional de Saúde, em Londres. Agora ela quer processar o órgão público por discriminação e alega ser vítima de perseguição religiosa.
Ela conta que sempre compartilhou sobre a sua fé, “Eu não sou antimuçulmana. Sempre fui respeitosa com a fé dos outros”. A terapeuta explica que sua colega muçulmana confessou ter algumas dúvidas sobre o islamismo e pediu que orasse por ela. O problema é que Enya mudou de ideia, denunciou Victoria aos seus superiores e a terapeuta acabou suspensa por 9 meses.
Victoria está alegando que exista “má vontade” do serviço público sempre que uma questão envolve a fé cristã. Porém, os muçulmanos têm seu direito garantido de interromper o serviço várias vezes por dia para fazer suas orações.
Afirma ter ficado chocada, ao saber da reclamação de Nawaz, que por sua vez alega que sofreu pressão de outros colegas para fazer a denúncia. Um dos elementos que pesa contra Victoria foi o fato de ela ter presenteado a colega com o livro “Atrevi-me a chamá-lo de pai”, que conta a história de uma muçulmana convertida ao cristianismo. Existe ainda no processo o relato que Victoria fez um convite para levá-la à igreja. Os três elementos reforçam o argumento de proselitismo no ambiente de trabalho, que é uma violação da lei na Inglaterra.
Andrea Minichiello Williams, diretor executivo do Centro Legal Cristão que está oferecendo acompanhamento legal no caso, afirma: “Estamos cada vez mais dominados por uma agenda liberal sufocante, que optou por acomodar certas crenças, mas castiga o cristão.”
Um outro caso está na mídia inglesa envolvendo um cristão que usou sua fé para se posicionar. O magistrado Richard Page disse a colegas que, por ser cristão,  acreditava que uma criança não deveria ser adotada por um casal de pessoas do mesmo sexo.  Ele foi disciplinado pelo Chanceler e recebeu uma reprimenda por “falta grave”. Agora será obrigado a passar por um “treinamento de igualdade” antes que possa voltar a sentar-se em um tribunal.
Casado e pai de três filhos, Page trabalhava há 15 anos no tribunal de Kent. No processo movido contra ele, assinado pelo chefe do Departamento de Justiça, Sir John Thomas, consta que ele violou a chamada Lei da Igualdade, que garante aos casais gays o direito de adoção. Page teria sido “influenciado por suas crenças religiosas e não pelas evidências do caso”. Com informações Daily Mail
Leia mais...

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Arábia Saudita aplica lei religiosa e decapita mulher

Arábia Saudita aplica lei religiosa e decapita mulher

Sharia não é defendida apenas pelo Estado Islâmico


Arábia Saudita aplica lei religiosa e decapita mulher 
  Arábia Saudita aplica lei religiosa e decapita mulher
Um acontecimento do dia 12 de janeiro dá fortes indícios que o Estado Islâmico não é o único movimento muçulmano que defende a decapitação como forma de punição. Eles estão apenas levando a cabo o cumprimento da sharia – leis religiosas muçulmanas.
Um vídeo ganhou as redes sociais e causou grande polêmica. A gravação mostra autoridades da Arábia Saudita decapitando publicamente uma mulher na cidade de Meca, local mais sagrado da religião islâmica.
Laila Abdul Muttalib Basim, nascida em Myanmar, mas que residia na Arábia Saudita, teve sua cabeça cortada com golpes de espada após ter sido arrastada por quatro policiais pelas ruas. Ela era acusada de ter violentado sexualmente e matado sua filha de sete anos. O vídeo mostra a mulher gritando repetidas vezes “não matei, não matei” e pedindo clemência.
Um homem vestido de branco com uma espada ritual dá três golpes até dividir a cabeça do restante do corpo. O ministro do Interior da Arábia Saudita afirmou em comunicado que a sentença levava em conta a gravidade do crime. Segundo ativistas de direitos humanos, a prática vem crescendo no país. Foram 78 decapitações em 2013; 87 em 2014 e neste ano já chagaram a sete apenas em janeiro.
Um dos principais fornecedores de petróleo do mundo e importante parceiro comercial dos EUA, a Arábia Saudita geralmente não recebe o mesmo tipo de acusações de violação de direitos quanto outros países árabes. Segundo a lei vigente, vários crimes, incluindo homicídio, violação sexual, adultério ou assalto à mão armada podem ser punidos com pena de morte.
Os métodos mais comuns, são a decapitação e o apedrejamento. Também há casos em que o culpado é açoitado publicamente, como o caso recente do blogueiro Raif Badawi, sentenciado a mil chicotadas e 10 anos de prisão por ter criado um site onde defende o liberalismo, incluindo a diminuição da influencia da religião no país. Ele receberá chicotadas publicamente todas as sextas-feiras – dia sagrado no Islã – durante 18 meses, quando sua pena será completa.
Na Arábia Saudita não existe liberdade religiosa, as igrejas são proibidas e até mesmo carregar uma Bíblia é considerado crime. Com informações de Independent
Leia mais...

MPE pede 96 milhões de reais para não demolir o Templo de Salomão

MPE pede 96 milhões de reais para não demolir o Templo de Salomão

O dinheiro será doado ao município de São Paulo para regularizar a documentação do templo

MPE pede 96 milhões de reais para não demolir o Templo de Salomão 
  MP pede R$ 96 mi para não demolir Templo de Salomão
O Ministério Público Estadual (MPE-SP) fez algumas propostas para não pedir a demolição do Templo de Salomão. Alegando que a obra usou um alvará de reforma para construir o megatemplo, o órgão afirma que o templo está irregular e que é necessário fazer alguns pagamentos para regularizar a situação.
Segundo a Folha de São Paulo foram três propostas feitas por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), a primeira pede o pagamento de R$ 96 milhões ao município.
A segunda opção é que a Igreja Universal do Reino de Deus doe um terreno para que a prefeitura construa 60 mil m² para moradia popular e a terceira é que a igreja dê uma parte em dinheiro e outra em imóvel.
Se o TAC for aprovado, o MPE se compromete em desistir de propor à Justiça que faça a demolição do Templo de Salomão, inaugurado em julho do ano passado. O megatemplo custou R$ 680 milhões.
Em sua defesa a IURD vem alegando que não há irregularidades e que durante os quatro anos de construção o Templo foi investigado sem que qualquer fraude fosse identificada.
Leia mais...

Encontrado manuscrito mais antigo do Novo testamento

Encontrado manuscrito mais antigo do Novo testamento

Fragmento estava em máscara de uma múmia

Encontrado manuscrito mais antigo do Novo testamento Encontrado manuscrito mais antigo do Novo testamento
Cientistas encontraram a cópia mais antiga de um Evangelho dentro de uma tumba egípcia. O fragmento em papiro do Evangelho de Marcos fazia parte da máscara de uma múmia e foi achada três anos atrás. Porém, somente agora conseguiram comprovar que é autêntico. Trata-se de uma dentre as centenas de documentos analisadas pela equipe de Craig Evans, doutor em Estudos Bíblicos, ligado à Universidade Evangelista de Acadia, no Canadá.
O grupo comandado por Evans reúne mais de 30 especialistas. Oficialmente, este é o manuscrito do Novo Testamento mais antigo de que se tem conhecimento. Testes indicam que ele foi escrito entre o ano 80 e 90 d.C. Até recentemente, as cópias mais antigas eram do segundo século depois de Cristo. A datação do material é realizada utilizando-se o isótopo carbono-14.
O papiro era um material muito caro na época e alguém reutilizou o material na confecção da máscara funerária provavelmente sem saber do que se tratava. Segundo a tradição, o evangelista Marcos escreveu seu evangelho em Roma, seguindo o relato do apóstolo Pedro.
Como essa cópia chegou ao Egito? “No antigo Império Romano, o correio tinha a mesma velocidade de hoje em dia. Uma carta escrita em Roma poderia chegar a um destinatário no Egito poucas semanas depois. Marcos escreveu seu evangelho no final da década de 60 d.C. Logo, seria possível encontrar uma cópia dele no Egito 20 anos depois”, esclarece Evans.
O especialista relata inda que as máscaras funerárias de papiro eram comuns entre a população mais pobre, nada tendo a ver com as luxuosas máscaras de ouro dos faraós. Usando uma técnica delicada, eles eliminam as camadas de tinta, dissolvem a tinta para então ler o conteúdo do material, mesmo após milhares de anos.
“Estamos recuperando vários documentos antigos, do primeiro, do segundo e do terceiro século depois de Cristo. Não apenas documentos bíblicos. Há também textos gregos clássicos ou cartas pessoais”, asseverou ele ao site LiveScience. O que diz o trecho recuperado somente será revelado quando todas as descobertas forem publicadas em uma revista especializada, o que deve ocorrer nos próximos meses.
Um dos principais debates entre os especialistas é que o fragmento poderá mostrar se houve algum tipo de alteração nos fragmentos do Evangelho de Marcos datados de séculos posteriores. Como papiro dura muito tempo, os cientistas acreditam que “um escriba podia fazer uma cópia de um texto no terceiro século tendo à sua disposição (os) originais do primeiro século, ou cópias do primeiro século, ou ainda cópias do segundo século”.
Leia mais...

“Deus é brasileiro e vai fazer chover”, diz ministro de Minas e Energia

“Deus é brasileiro e vai fazer chover”, diz ministro de Minas e Energia

A falta de chuvas na região Sudeste tem gerado problemas no abastecimento de água e ameaça o setor de energia
“Deus é brasileiro e vai fazer chover”, diz ministro de Minas e Energia 
"Deus é brasileiro e vai fazer chover", diz Eduardo Braga
Na segunda-feira (19) 11 estados brasileiros enfrentaram um apagão. Para o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, a razão para o problema é a falta de chuva nos últimos dois anos na região Sudeste. Vale lembrar que na última eleição Dilma Rousseff culpou o Governo de São Paulo pela seca no Sistema Cantareira.
Ao falar sobre como resolver o problema, Braga afirmou que espera pela ajuda divina. “Deus é brasileiro, nós também temos que contar de que Ele vai trazer um pouco de umidade e um pouco de chuva para que a gente possa ter mais tranquilidade ainda”, disse.
A fala foi dita durante uma entrevista coletiva para explicar o que causou o apagão. Segundo o ministro uma usina de grande porte, no Paraná, foi desligada indevidamente, seguida de outros desligamentos de 10 usinas, por motivos diversos.
Como medida imediata Eduardo Braga garantiu que o sistema de energia irá receber mais de 1500 mega watts, uma parte de Itaipu e de usinas térmicas da Petrobras que estavam em manutenção.
O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema (ONS), Hermes Chipp, também comentou a queda de energia do início da semana dizendo que não foi um apagão. “Não foi apagão, foi um corte preventivo de cargas feito pelo operador para evitar um desligamento de maiores proporções. Não há problema no sistema e esse problema não vai se repetir”, garantiu.  

Com informações G1
Leia mais...

Pastora Flordelis fala sobre sua luta para criar seus 55 filhos, no programa “Hora do Faro”; Assista

Pastora Flordelis fala sobre sua luta para criar seus 55 filhos, no programa “Hora do Faro”; Assista

Pastora Flordelis fala sobre sua luta para criar seus 55 filhos, no programa “Hora do Faro”; Assista No último domingo (18), o programa “Hora do Faro” exibiu uma reportagem especial sobre a cantora e pastora Flordelis. O tema central da reportagem foi a emocionante história da pastora e sua luta para criar seus 55 filhos adotivos.
Durante o programa, exibido pela rede Record, Flordelis falou ao apresentador Rodrigo Faro sobre os detalhes de sua luta para criar seus filhos, e sobre as dificuldades que já enfrentou para ter o direito de criar sua grande família.
– Eu digo sempre que o que eu mais amo fazer na vida é ser mãe. É uma dádiva de Deus e, principalmente, ser mãe de filhos que não foram gerados do meu ventre, mas sim do meu coração – relatou a pastora.
Um dos detalhes relatados pela pastora foi de que ela e seu marido receberam todos os filhos que hoje criam como se fossem seus filhos naturais, mas que tiveram de passar um ano fugindo da justiça sendo acusados de sequestro.
Flordelis e Rodrigo Faro passaram por locais no Rio de Janeiro onde aconteceram fatos que marcaram a vida da pastora. Um desses locais destacados na reportagem fica nas proximidades da Central do Brasil, onde aconteceu uma chacina e levou os primeiros filhos da pastora à sua humilde casa, na favela.
Além de contar sua história com sua família e de mostrar a seus filhos, a pastora Flordelis também cantou trechos de algumas de suas músicas.

Assista a matéria completa sobre a pastora:

 

Leia mais...

Casa de missionário brasileiro foi incendiada por extremistas islâmicos no Níger

Casa de missionário brasileiro foi incendiada por extremistas islâmicos no Níger

Casa de missionário brasileiro foi incendiada por extremistas islâmicos no Níger A onda de ataques a cristãos no Níger, motivada pela publicação de uma nova charge do profeta Maomé na capa da revista francesa Charlie Hebdo, continua a causar destruição em igrejas, e também em casas e estabelecimentos comerciais de cristãos no país. Uma das vítimas desses ataques foi o missionário brasileiro Alexandre Canhoni, do Ministério Guerreiros de Deus.
A casa e a base missionária de Alexandre e sua esposa, a também missionária Giovana Canhoni, foram completamente destruídas, no momento, ele, sua esposa e filhos estão tendo que viver separadamente em alojamentos improvisados em casas de amigos.
Aproximadamente 10 cristãos já foram assassinados e mais de 20 igrejas foram depredadas / incendiadas por extremistas islâmicos, desde a última sexta-feira.
Em um vídeo o missionário mostra uma parte de sua casa, onde ele se reunia com sua família e amigos para realizar encontros e reuniões de oração, que foi completamente destruída por extremistas islâmicos.
– Eles [extremistas islâmicos] começaram a pôr fogo e, milagrosamente, não queimou essa palha toda [teto]. Isto foi parte do estrago – relatou o missionário.
Em uma mensagem enviada à psicóloga cristã Marisa Lobo, Alexandre Canhoni comentou sobre detalhes do ataque, e pediu ajuda para poder continuar com seu ministério, que distribui mais de mais 1.200 pratos de comida por dia para crianças em situação de risco.
– Precisamos de ajuda, fomos atacados ontem de manhã, dia 17/01, por volta das 13 horas em nossa base e casa. Saímos cerca de 3 a 5 minutos antes deles chegarem. Fugimos sem saber para onde iríamos. Eles quebraram tudo, jogaram fogo, destruíram todas as nossas coisas e também as coisas da base. Não temos como voltar para casa, nossos filhos, foram dispersos cada um para casa de um amigo diferente, onde estão até agora. Todos estamos muito assustados. Uma multidão com paus, porretes, facões estava em fúria – relatou o missionário.
– Não podemos sair daqui agora e deixar nossos filhos, estamos com uma equipe, que são no total, sete brasileiros. Tem outros brasileiros no país, mais ninguém foi atingido. Creio que precisaremos de passagens para as meninas. Precisaremos se possível de ajuda financeira para comprar janelas, portas e coisas para nossa casa, como geladeiras, fogões, colchões… Tudo foi queimado: panelas, pratos, copos, mobílias. Estamos sem água e sem luz. Fugimos com a roupa do corpo – completou.

Assista ao vídeo onde o missionário mostra sua casa destruída:

 

Leia mais...

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Os cinco países mais intolerantes ao cristianismo


Os cinco países mais intolerantes ao cristianismo

Perseguição a cristãos aumenta em Coreia do Norte, Somália, Iraque, Síria e Afeganistão

Os cinco países mais intolerantes ao cristianismo Os cinco países mais intolerantes ao cristianismo
A perseguição contra cristãos tem crescido em todo o mundo, mas há alguns países que lideram a quantidade de casos onde cristãos são presos, mortos, torturados e vítimas das maiores crueldades.
O ministério Portas Abertas listou os cinco países onde ser cristão representa um grande risco à vida: Coreia do Norte, Somália, Iraque, Síria e Afeganistão.
Nesses locais o cristianismo é cruelmente combatido, nem mulheres e crianças são poupadas. O que o Estado Islâmico tem feito no Iraque e na Síria é um dos maiores exemplos de intolerância religiosa, enquanto os homens cristãos são forçados a se converterem ao islamismo, quem não aceita é expulso de sua própria casa ou é morto.
Suas esposas e filhas são vendidas como escravas sexuais ou abusadas sexualmente por soldados jihadistas que também atacam os yazidis, uma minoria religiosa da região.
Todos os anos o Portas Abertas divulga uma classificação de países onde a perseguição religiosa é constante, um ranking com 50 países que é dividido segundo o grau de perseguição que os cristãos enfrentam.
A perseguição a cristãos é comum em grupos islâmicos radicais, tanto é que dos cinco mais perigosos, quatro países são islâmicos. A Coreia do Norte persegue cristãos por acreditar que a crença coloca em risco a soberania do Estado, que vive em um regime ditatorial que tortura os cristãos e os colocam em trabalho forçado quando não condena à morte.
Assista:




Leia mais...

Feliciano critica Maria do Rosário por declaração sobre brasileiro executado

Feliciano critica Maria do Rosário por declaração sobre brasileiro executado

“Sujeito não era herói, era traficante”, comentou deputada.

Feliciano critica Maria do Rosário por declaração sobre brasileiro executado 
  Feliciano critica petista por declaração sobre brasileiro executado
A execução do brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, fuzilado na Indonésia na madrugada de domingo (18), dividiu opiniões e gerou diferentes reações. Porém, um post feito pela ex-ministra da Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República e atual deputada federal pelo PT Maria do Rosário causou polêmica.
No comentário feito através do Twitter, ela criticou o interesse das pessoas no destino das cinzas do brasileiro. Após o fuzilamento e a constatação da morte, o corpo passou por uma limpeza feita pelos médicos e pela equipe de embalsamamento. Ele foi reconhecido e, por fim, conduzido até o crematório. Uma tia do brasileiro, Maria de Lourdes Archer, estava na Indonésia e deve trazer as cinzas do sobrinho para o Brasil.
Maria do Rosário disse em sua postagem que Marco Archer não era herói, era traficante. Preso em 2004 após tentativa de entrar na Indonésia com 13 quilos de cocaína escondidos nos tubos de uma asa-delta, o instrutor de voo livre teve pedidos de clemência negados e foi executado por um pelotão de fuzilamento. O comentário da ex-ministra causou indignação nas redes sociais e em poucos minutos diversos comentários foram feitos condenando a afirmação da deputada.
Entre os comentários o deputado federal Pastor Marco Feliciano, ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, criticou a postura da colega, chamando de “cruel e estúpida declaração” o post feito por Maria do Rosário. Feliciano também afirmou que se fosse ele ou a jornalista Rachel Sheherazade os responsáveis pela fala, seriam criticados pelos petistas.
“Esquerdopatas são assim, ambíguos, maquiavélicos, cruéis, mentirosos, falsos, arrogantes e insolentes”, comentou Feliciano.
A presidente Dilma Rousseff já havia divulgado nota em que disse estar “consternada e indignada” com a execução do brasileiro. Dilma havia pedido para o presidente da Indonésia para poupar a vida do brasileiro, mas não foi atendida. O governo convocou o embaixador do Brasil em Jacarta, capital da Indonésia, Paulo Alberto da Silveira Soares, para consultas em Brasília. No protocolo das relações internacionais, o gesto é compreendido como um agravo no contato entre dois países.

Indonésia pediu perdão para mulher condenada por assassinato

Mesmo sem atender aos pedidos de clemência em favor do brasileiro preso por tráfico de drogas, a Indonésia pede clemência à Arábia Saudita para poupar a vida de Satinah Binti Jumadi Ahmad, que foi condenada por assassinar e roubar sua empregadora.
De acordo com a ONG internacional Human Rights Watch, a Indonésia faz um apelo formal ao rei da Arábia Saudita, Abdullah, para que a execução seja suspensa.
Leia mais...

Igreja abre espaço para shows de blues e jazz

Igreja abre espaço para shows de blues e jazz

Duas vezes por semana a vizinhança vai para a igreja conferir apresentações de músicos locais e cantores renomados da música negra americana

Igreja abre espaço para shows de blues e jazz 
  Igreja abre espaço para shows de blues e jazz
A Igreja Presbiteriana de Westminster, em Washington DC (Estados Unidos) tem aberto suas portas para artistas de blues e jazz. Duas vezes por semanas músicos locais e renomados deste seguimento se apresentam na igreja em shows que acontecem entre as 18h e as 21h.
Todas as segundas acontece o “Blue Monday” e às sextas o “Jazz Night”, eventos que atraem uma grande quantidade de pessoas para a igreja. Dançar está liberado, os participantes vão para o fundo da igreja e curtem as apresentações com danças e palmas.
A entrada custa US$ 5 para adultos, crianças e jovens não pagam. Durante o evento o refeitório da Westminster fica aberto permitindo que os participantes saboreiem lanches e petiscos durante o show.
Localizada no sudoeste de DC, a Igreja Presbiteriana de Westminster está situada em um bairro onde a maioria da população é negra, dar espaço para um ritmo tão popular na cidade atrai toda a vizinhança para uma festa comunitária. Com informações O Globo
Leia mais...

Suposto “gesto satânico” feito pelo papa Francisco causa polêmica nas redes sociais

Suposto “gesto satânico” feito pelo papa Francisco causa polêmica nas redes sociais

Suposto “gesto satânico” feito pelo papa Francisco causa polêmica nas redes sociais Um gesto feito pelo papa Francisco para demonstrar proximidade às famílias surdas das Filipinas durante sua viagem ao país está causando uma grande polêmica nas redes sociais, e muitos afirmam que o líder católico fez um gesto “satânico” diante de milhares de pessoas.
Durante o encontro do pontífice com as famílias na Arena de Manila, na sexta-feira passada, o arcebispo local Luis Antonio Tagle o ensinou uma expressão em língua de sinais para dizer aos surdos que o ele os ama. O papa e o arcebispo fizeram o gesto em meio à música e aos cantos dos milhares de fiéis presentes no encontro.
O gesto feito pelo papa Francisco é a junção das iniciais “i”, “l” “y”, em língua de sinais, ou seja: I Love You (eu amo vocês). Porém, comentários nas redes sociais estão associando o gesto do religioso ao símbolo semelhante que é muito utilizado pelos fãs de heavy metal, que costumam usá-lo para reverenciar bandas, e é tipo por muitos como uma reverência satânica.
De acordo com o G1, a cerimônia onde o papa fez o gesto que motivou a polêmica reuniu cerca de 20 mil pessoas. Ao final, Francisco cumprimentou e abençoou o público, que fez fila para passar diante do palco. O Papa está em uma visita apostólica de cinco dias nas Filipinas.
Leia mais...

Chefe dos bombeiros foi demitido por acreditar no casamento bíblico e ser contra casamento gay

Chefe dos bombeiros foi demitido por acreditar no casamento bíblico e ser contra casamento gay

Chefe dos bombeiros foi demitido por acreditar no casamento bíblico e ser contra casamento gay Recentemente o chefe dos bombeiros da cidade de Atlanta, Kelvin Cochram, perdeu seu cargo por ter uma opinião a favor do casamento segundo os preceitos bíblicos, e contra o casamento homossexual. A notícia que circula na imprensa norte americana é a de que o prefeito da cidade, Kasim Reed, demitiu Cochram após receber uma denúncia de que um pequeno livro que o chefe dos bombeiros escreveu em seus estudo bíblicos discrimina a comunidade LGBT.
– Impureza é tudo o que é oposto à pureza; incluindo sodomia, homossexualismo, lesbianismo, pederastia, bestialidade, e todas as outras formas de perversão sexual. Homens nus se recusam a ceder, então eles buscam satisfação sexual através de múltiplos parceiros, com o sexo oposto, do mesmo sexo, no sexo fora do casamento e em muitas outras maneiras vis, vulgares e inapropriadas que contaminam o seu corpo-templo e desonram a Deus – diz o texto escrito por Cochram.
Após a demissão de Cochram, cerca de 100 mil pessoas já assinaram uma petição online pedindo para que o prefeito o reestabeleça em seu cargo. O texto da petição, endereçado a Reed, afirma que o prefeito está abrindo mão de seus próprios direitos de liberdade ao aceitar a denúncia feita por “ativistas radicais” do movimento LGBT.
A petição afirma que o prefeito Kasim Reed decidiu intimidar e assediar Kelvin Cochram, enviando uma mensagem para todos os moradores de Atlanta de que ele não vai apoiar os próprios direitos de manter e expressar “seus próprios direitos para manter e expressar seus valores religiosos na praça pública, mas vai vendê-los para fora aos interesses especiais e lobbies poderosos”.
Leia mais...

Pastor critica tendência em igrejas que ele classifica como “evangelho ostentação”

Pastor critica tendência em igrejas que ele classifica como “evangelho ostentação”

Pastor critica tendência em igrejas que ele classifica como “evangelho ostentação” Nos últimos meses, o termo “ostentação” se tornou muito popular no Brasil, impulsionado por um segmento do funk que carrega este título e tem como tema central a exibição de riquezas e poder aquisitivo. Porém, um pastor está usando o termo para comentar sobre alguns segmentos dentro da igreja evangélica que, segundo ele, tem como foco apenas uma forma de apresentação, e não a essência do evangelho.
O termo ostentar é definido pelos dicionários como “Exibir-se; Mostrar-se de maneira exibicionista ou com aparato; Tornar público e/ou evidente; Expor (alguma coisa a alguém) demonstrando certa presunção intencional; Vangloriar”.
Em artigo publicado no site Padom, o pastor Rafael Ricardo Granetto afirma que “o evangelho ostentação tem se espalhado dentro de nossas igrejas”.
– Essa é uma palavra que está sendo usada muito em um movimento rítmico, a saber o Funk, que se dissemina pelo Brasil a fora. Observando então os artistas, se assim o podemos chamar, vemos que realmente o exibicionismo e a exposição feita de seus aparatos e conquistas, acabam atraindo um grande número de seguidores, que na maioria, são jovens e adolescentes que tendem a serem imaturos e flexíveis – explica Granetto, ao iniciar sua comparação entre o movimento musical e a tendência observada em algumas igrejas.
– Olhando para outro movimento, esse religioso, a saber o cristianismo, que também se dissemina, só que esse pelo Mundo a fora. Observamos então, os ministros e o conteúdo de suas mensagens. Ministros que deixaram de olhar para o evangelho baseados em sua vocação, mas passaram a visar o mesmo baseados em sua profissão – completou o pastor.
Granetto afirma que “as ostentações dos ministros a respeito dos fiéis os levam a se corromperem com heresias intermináveis” e que “as ostentações dos ministros em respeito a seus líderes os levam a se corromperem do foco que são a almas perdidas”.
– Números, resultados, estatísticas, reuniões, convenções, projetos, etc, etc… Qual o valor de uma alma? Qual o valor de uma alma? Insisto, qual o valor de uma alma? – questiona o pastor.
O pastor Granetto afirmou ainda que “quando os discípulos ostentaram o destaque ao desejarem saber qual deles seria o maior do reino, o Senhor deu-lhes um ensino maravilhoso com um menino que foi colocado no meio deles”.
– Com isso acabam traindo alguns valores preservados pelo Espírito Santo. Valores que são irrevogáveis. Valores que envolvem remidos. Valores que nos diferenciam, não pelos números apresentados, antes pela essência que não foi desprezada – concluiu o pastor.
Leia mais...